Trunfos da criatividade

Fábio Espinho e Vítor deram a vitória na Covilhã. Individualidade desbloqueou a crise

• Foto: Hugo Monteiro

Numa série de cinco jogos sem vencer no campeonato, o Feirense chegou ao duro terreno do surpreendente Sp. Covilhã muito pressionado para ganhar novo fôlego e reaproximar-se dos lugares de promoção. A batalha foi árdua, as oportunidades foram divididas e, no fim de tudo, há um fator determinante a realçar: Fábio Espinho e Vítor mostraram, para além das respetivas capacidades de pensar o jogo, poder para resolver jogos a favor dos fogaceiros.

O primeiro tem sido o habitual titular na posição 10 e goza de ampla liberdade na manobra ofensiva da equipa. Não raras vezes, Fábio Espinho aparece a finalizar no interior da área e é um dos primeiros homens a pressionar os centrais, isto sem falar na facilidade que tem em assistir os colegas de equipa. Conta com dois golos.

Já Vítor tem tido menos minutos, mas, diante dos serranos, precisou de apenas 13 para, ao seu estilo, definir o resultado com um golo (o seu primeiro pelo emblema de Santa Maria da Feira) de livre direto, já a poucos minutos dos 90’, reforçando assim junto de Filipe Rocha poder ser uma arma secreta. É melhor os defesas adversários precaverem-se de fazerem faltas à entrada da grande área…

Por Ruben Tavares
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Feirense

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.