António Albino na iminência de vender ações da SAD do Ac. Viseu

André Castro, presidente da SAD do Leixões, assegura não estar envolvido no negócio

António Albino, presidente da SAD do Ac. Viseu, pode estar prestes a vender as ações que detêm da sociedade anónima desportiva do clube. Ao que tudo indica, o atual detentor da maioria das participações da entidade viseense tem estado em contacto com o advogado Fernando Seara, num processo que poderia ter como compradores André Castro, presidente da SAD do Leixões, Paulo Lopo, o anterior líder da sociedade matosinhense, e o conhecido empresário Nélson Almeida. 

Apesar disso, André Castro fez questão de desmentir, através de um comunicado publicado na página oficial da SAD do Leixões, qualquer ligação à situação. "Que fique bem claro, de uma vez por todas, que estou única e exclusivamente focado no trabalho que tenho a desenvolver na Leixões SC - Futebol, SAD e concretizar o projeto que planeei desde que assumi a presidência desta Administração. Não há nada que me faça desviar deste caminho e só irei descansar quando colocar a Leixões SC - Futebol, SAD no lugar que merece e deverá ser seu por direito", podia ler-se.

Recorde-se que, neste momento, ainda há um processo aberto em tribunal, já que André Castro alegava que 51% do capital da sociedade desportiva pertencentes a António Albino eram, na verdade, sua pertença, através da empresa Sportivision, da qual era sócio com a mulher, Daniela Lima. Após ser dada razão a André Castro na primeira instância e a António Albino na segunda, o presidente da SAD do Leixões apresentou um recurso no Supremo Tribunal de Justiça.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Leixões

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.