Bruno Lamas: «Estou pronto a jogar numa equipa de 1ª Liga»

Tem mais um ano de contrato, mas está a ser cobiçado e não pode garantir que fica

• Foto: José Moreira

Chegou ao Leixões em janeiro de 2015, pronto a viver a sua primeira aventura no continente europeu. Seguiu-se meio ano de adaptação a uma nova realidade, sendo que a época finda já foi de afirmação. Bruno Lamas tem mais um ano de contrato com a formação matosinhense, mas não pode garantir que o vai cumprir.

"Vejo o Leixões como um clube de primeira linha, que está a passar um mau momento. Mas eu sinto-me pronto a jogar num clube de 1ª Liga, seja em Portugal ou em qualquer outro país", assegurou a Record este médio brasileiro, de 22 anos, que assinou 10 golos na última época. A sua ambição não conhece limites e, por isso, atirou: "Quem sabe se em breve não estarei a jogar num dos grandes de Portugal... Todos os jogadores têm a vontade de chegar a uma dessas equipas e eu não sou diferente."

Garantindo que não foi convidado a prolongar o seu vínculo com o Leixões, Bruno Lamas também não esconde que tem sido abordado por outros clubes que o pretendem contratar, não só de Portugal, mas também de Espanha, da Bélgica e até do Qatar. "Tenho sido contactado, sim, mas estou a analisar, a ver com a minha família o que é concreto e o que não é, para depois decidir aquilo que é melhor para mim", explicou ao nosso jornal.

De qualquer forma, caso venha a sair, levará o Leixões no coração, pois foi esse emblema que lhe permitiu evoluir. "Em termos individuais, esta época que acabou foi melhor do que a anterior, mas sei que continuarei a crescer. Aliás, o que eu quero é evoluir. Tenho a certeza de que continuarei a melhorar os meus números."

Por Nuno Barbosa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Leixões

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.