Record

Direção do Leixões quer proibir SAD de utilizar Estádio do Mar

Recomendação será votada pelos sócios em assembleia geral

• Foto: Movenotícias
A direção do Leixões quer proibir a SAD de utilizar o Estádio do Mar, em Matosinhos. Esta ideia, segundo foi admitido em conferência de imprensa, foi unânime entre os elementos da direção de Duarte Anastácio, mas a sua aplicação depende da aprovação dos sócios em assembleia geral. Aí já não houve unanimidade, pois o presidente do clube assumiu que "devia ser aplicada de imediato". O clube revelou ainda que vai avançar com queixa-crime contra a SAD, liderada por Paulo Lopo.

Em causa está o relacionamento entre as duas instituições, que se deterioraram nos últimos dias, em virtude dos comunicados emitidos de parte a parte, com trocas de acusações. O clube tinha apontado o dedo a Paulo Lopo por estar envolvido na corrida eleitoral do Sporting (na lista de Rui Jorge Rego) e Paulo Lopo suspendeu funções até dia 8 de setembro. Esta quarta-feira a SAD emitiu um longo comunicado a acusar "pessoas ligadas à direção" de terem incentivado a onda de críticas que surgiu sobre Paulo Lopo no passado domingo, no jogo com o Varzim, sendo que esse documento tinha ainda várias críticas à gestão do clube. Já esta quinta-feira a direção de Duarte Anastácio respondeu com um comunicado de 30 pontos, onde confirmou a queixa-crime contra a SAD.

Durante esta tarde realizou-se uma conferência de imprensa promovida pelo clube, onde aí foi explicada a vontade de proibir a SAD de frequentar as instalações do Estádio do Mar. Duarte Anastácio reforçou ainda que só irá manter-se na presidência do clube se os sócios votarem a favor dessa posição contra a SAD.
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Leixões

Notícias

Notícias Mais Vistas

M