Época tranquila... com olho na subida

Regresso à Liga não é, para já, objetivo claro de uma equipa que ainda vai sofrer ajustes

• Foto: Movenotícias

Filipe Gouveia já pôs mãos à obra, apenas dois dias depois de ter sido anunciado como treinador do Leixões, após a saída de Francisco Chaló. O novo timoneiro já começou a tirar notas sobre a matéria-prima que tem à disposição, com o objetivo de formar um plantel de qualidade para realizar uma época positiva. A subida à 1ª Liga não é (pelo menos para já) um objetivo, mas... nunca se sabe.

"Isso dos candidatos é subjetivo. No ano passado o U. Madeira era candidato à subida e desceu de divisão. Os candidatos vão aparecendo durante as jornadas. Tenho os pés assentes na terra e acredito que podemos fazer um grande campeonato. Depois, se possível, reformularemos o objetivo em dezembro para atacar algo mais", afirmou Filipe Gouveia, de 45 anos. Paulo Lopo, presidente da SAD, sublinhou que "a ambição é fazer uma época tranquila, mas espreitando uma possível oportunidade de lutar pela promoção".

Para já, Filipe Gouveia tem 31 jogadores e ainda outros três que trabalham à experiência – Fabrice, Bilel e Pepe. O plantel será alvo de alguns cortes, pretendendo a SAD ainda contratar um novo avançado e outro extremo. O plano passa por "ter um grupo de 25 ou 26 jogadores", disse Filipe Gouveia, que vai aproveitar o jogo-treino com o Varzim, esta quinta-feira, para tirar ilações sobre elementos menos conhecidos.

Paulo Lopo considera que "o plantel está mais forte este ano". Há 11 reforços contratados – Diego Raposo e André Ceitil ainda não tinham sido oficializados –, quatro jovens promovidos dos sub-19 e ainda o regresso de Bernardo após empréstimo ao Trofense. De saída está o defesa-central Jaime, que chegou a acordo para a rescisão do contrato com o Leixões.

Por André Gonçalves
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Leixões

Notícias

Notícias Mais Vistas