Luís Silva: «Chegou a hora de deixarmos as quezílias de lado»

Capitão fez discurso de união no final da semana do 111.º aniversário do clube

• Foto: MoveNotícias

No final da semana do 111.º aniversário do Leixões, o capitão Luís Silva fez um discurso onde apelou à união dos adeptos em torno do clube. A equipa de Filipe Gouveia vem de uma vitória (1-0) sobre o Anadia, na Taça de Portugal, mas não se livrou de algumas críticas da massa associativa.

"Eles [os adeptos] querem ganhar muito, mas não querem mais que nós", começou por dizer o médio, em declarações aos veículos de comunicação da SAD. "Neste momento é importante que comece a existir mais união entre nós. Há exigência e nós percebemos. Andamos nisto há anos e assim o Leixões não vai conseguir dar um passo em frente. Não interessa se é o Luís Silva, a equipa técnica ou administração… Mais importante que tudo é o Leixões. É lógico que há que criticar quando não se está no caminho certo ou quando as coisas não correm bem, mas já começa a ser natural o criticar por criticar. Que as críticas sejam construtivas", acrescentou Luís Silva.

O jogador, de 26 anos, falou de egos e apelou a que o universo leixonense reme para o mesmo lado. "Adeptos, jogadores, equipa técnica, administração, chegou a hora de remarmos para o mesmo lado. O Leixões fez 111 anos, chegou a hora de nos unirmos e deixarmos as quezílias de lado e, por vezes, os egos e interesses pessoais. Tudo isto em torno de um símbolo que aprendi a gostar desde miúdo.  Hoje sinto uma desunião mesmo entre adeptos, uns remam para a direita e outros para a esquerda. Está na altura de darmos as mãos e remarmos todos, não em função de A, B ou C, mas em função de um símbolo que é o do Leixões", referiu.

Luís Silva lembrou que nos últimos jogos do campeonato a equipa "teve algum azar". O Leixões empatou com Ac. Viseu e FC Porto B (em ambos os casos os jogos terminaram com um nulo) e perdeu frente ao Arouca por 2-0. "Era preocupante se não criássemos oportunidades de golo ou se não fizéssemos mossa no adversário. No domingo teremos de saltar mais, correr mais, mais entrega e concentração para vencer o Sp. Braga B. Queremos oferecer a vitória ao maior património do Leixões, os adeptos", concluiu Luís Silva.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Leixões

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.