Siga o nosso canal de WhatsApp e fique a par das principais notícias. Seguir

Tulipa: «Vim para levar o Marítimo à 1.ª Liga»

Treinador considera duelo insular com Santa Clara importante mas não decisivo e elogia postura da nova direção

• Foto: Ricardo Jr.

O Marítimo viaja sábado para os Açores, onde domingo defronta o Santa Clara, num duelo insular importante mas não decisivo para as contas da subida à 1.ª Liga. É essa a convicção de Tulipa, confiante na capacidade da sua equipa para obter nova vitória fora, onde já sorriu por cinco vezes esta época.

"Há uns tempos, o Santa Clara estava atrás do Marítimo e recuperou uma posição com todo o mérito, pela qualidade do seu trabalho. Nós percebemos também o momento que atravessamos. Isto é um campeonato, uma maratona, e as equipas mais fortes e consistentes vão aproveitar a oportunidade para subir de divisão. Reconhecemos muitas qualidades ao nosso adversário e temos de fazer um jogo de excelência para trazer os 3 pontos para a Madeira", salientou, notando todavia que "nada se decide à 12.ª jornada nem no final da primeira volta" e que "a 2.ª Liga vai-se decidir praticamente nas últimas 10 jornadas".

Tulipa identifica as virtudes e defeitos do Santa Clara. "Foi uma equipa que evoluiu muito nas 11 jornadas anteriores. Teve muitas mudanças no seu plantel, mas os jogadores foram conhecendo a ideia, foram-se preparando para ela e eles recrutaram bem. Foram buscar jogadores com alguma experiência nesta competição e mantiveram aqueles que acharam que fariam o complemento. O clube também apresenta estabilidade de vária ordem e o treinador tem uma ideia muito própria, muito parecida com o jogo do Casa Pia, ou seja com uma linha de cinco. É uma equipa coesa a defender, com jogadores fortes nos duelos e os da frente não precisam de muitas oportunidades para fazer golo", apontou, ressalvando: "Também é uma equipa que, em alguns momentos do jogo, não está sempre afinada e temos de aproveitar muito os momentos de transição defensiva e os momentos em que o adversário nos quer pressionar e se descobrem espaços para jogar". Mas, mais do que o oponente, o técnico quer "olhar muito para nós, afirmando o nosso potencial".

Em aberto estão algumas mudanças na equipa, em especial no setor defensivo. "Preparámos o jogo da Taça (Canelas) como se fosse um jogo de Liga. Nós achamos que, nos últimos três jogos do campeonato, não estivemos a nível defensivo da forma que gostávamos e, por isso, preparámos as trocas a pensar também no campeonato", disse.

Direção deu a cara

Tulipa mostra-se convicto de que o Marítimo vai-se afirmar como candidato claro à subida. "Se formos resistentes às curvas que vão surgir no nosso caminho, vamos conseguir os nossos objetivos. Vim para o Marítimo para o levar à 1.ª Liga e tenho a certeza de que o vamos conseguir, se estivermos todos juntos e unidos e com o suporte de todas as pessoas no clube", adiantou.

O técnico deixou uma palavra de apreço à nova direção liderada por Carlos André Gomes – que assistiu à conferência de imprensa, ao lado dos vice-presidentes Vítor Calado e Jorge Freitas – notando: "Para já, fizeram uma coisa que não tinha acontecido anteriormente e que acho importante: conhecermos as pessoas, falarmos com elas, conhecermos a cara das pessoas e aquilo que vão representar no clube. Para mim, é o primeiro ato de civismo que alguém tem de fazer. E depois andarem connosco. Assim sabemos que vamos estar juntos na alegria e nas tristezas", sublinhou.

Sobre o mercado de janeiro, Tulipa revelou que tudo está a ser conversado. "Não há nenhuma equipa no mundo que não queira ir ao mercado para se tornar mais forte, mas nós temos que perceber como está a equipa e o clube. E depois termos a capacidade, dentro da nossa organização, de reestruturar a equipa para ela ficar mais forte. Ainda temos muito potencial cá, que ainda não conseguimos desenvolver, ao nível da individualidade e da equipa. Este será o nosso trabalho interno, depois ver-se-á o que podemos fazer no mercado de transferências, tendo em conta por exemplo a infelicidade grande do Bruno (Marques), um dos nossos avançados, que esteve muito tempo ausente,  e a transferência do Joel já com o decorrer do campeonato", rematou.

Por Gonçalo Vasconcelos
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Marítimo

Notícias

Notícias Mais Vistas