Rui Alves reeleito presidente do Nacional nas eleições mais concorridas de sempre

Votaram 610 sócios e Daniel Meneses promete ficar atento à vida do clube

• Foto: Hélder Santos

Rui Alves vai continuar à frente dos destinos do Nacional. Naquelas que foram as eleições mais concorridas na história nacionalista, pois votaram 610 sócios dos 935 com pleno direito para tal, o atual presidente alvinegro venceu com 437 votos, dos 610 votantes, enquanto Daniel Meneses averbou apenas 168 votos. Registaram-se ainda quatro votos nulos e um voto em branco. A tomada de posse dos dirigentes nacionalistas para o triénio 2021-2024 está marcada para as 12 horas desta quarta-feira.

"Os sócios demonstraram um grande sentido de responsabilidade e também de gratidão, por todo o trabalho que tem sido desenvolvido. A ambição responsável ganhou esta eleição e é com essa ambição que parto para este mandado, sabendo que existem muitos desafios para vencer nesta grande instituição", disse Rui Alves após conhecer o resultado das eleições.

E quanto ao futuro, é chegar à primeira Liga: "Sinceramente o grande desafio é rapidamente, o presidente do Governo Regional dê corpo à sua promessa que nos permitirá construir o centro de alto rendimento gímnico na Região. A questão da subida de divisão é um objetivo ambicioso e deve ser enfrentado com responsabilidade e não a qualquer preço".

O presidente nacionalista ficou muito satisfeito com a elevada participação dos sócios nas eleições. "Num dos debates já tinha dado os parabéns ao outro candidato por ter aceite este desafio. Também referi que este era o momento certo para a massa associativa, este grande povo nacionalista, não há gente como a gente, devia valorizar tudo aquilo que foi feito. Claramente que o clube não tem espaço para dois nacionais e as pessoas que votaram contra mim contam com toda a colaboração para tornar o Nacional maior". Quando confrontado se esta foi a vitória mais saborosa, Rui Alves foi direto: "Acho que foi bom eu sentir que os sócios, num confronto eleitoral, mais uma vez, amam o presidente".

«Os sócios são soberanos»

Após conhecer a derrota, Daniel Meneses deu os parabéns à lista vencedora e mostrou-se disponível para colaborar, mas ficando atento ao futuro alvinegro. "Os sócios são soberanos, é o caminho que escolheram para o clube, nós fizemos a nossa parte, tentando elucidar ao máximo sobre o nosso projeto e temos agora uma posição importante, pois o Nacional está vivo.  Aqui está a resposta. A nossa candidatura conseguiu promover isso com o debate de ideias pela primeira vez no clube. Respeitamos a opinião dos sócios que quiseram dar continuidade a este projeto já existente, mas discordamos. Uma coisa é certa, estamos cá e estaremos sempre cá, mais atentos, mais alerta e colaborando no que for preciso para o crescimento do nosso clube.  As ferramentas que tínhamos não as vamos guardar e se houver humildade do outro lado cá estaremos para defender o nosso clube. que é o que mais interessa", disse o candidato derrotado.

Sobre o futuro, foi claro: "O tempo o dirá, pois esta candidatura era uma candidatura para vencer. Estamos atentos e vamos continuar a acompanhar o clube de uma forma muito próxima".

Por João Manuel Fernandes
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Nacional

Notícias

Notícias Mais Vistas