Costinha: «A ansiedade tomou conta da equipa»

Treinador do Nacional admite que recentes resultados pesaram

• Foto: José Gageiro / Movephoto

Diante do Moreirense, o Nacional averbou a quarta derrota consecutiva, um resultado que segundo Costinha obriga os insulares a "analisar e refletir". Ainda assim, apesar de não o apontar como desculpa, o treinador dos madeirense critica o escasso tempo de compensação na segunda metade dado pelo árbitro do encontro.

"Não contava que houvesse só três minutos de descontos. Não serve de desculpa, mas, na segunda parte, houve muito pouco tempo de jogo. Foi uma péssima decisão aqueles três minutos.

Fizemos uma primeira parte má. Pode não servir de explicação, mas tínhamos três derrotas, agora são quatro consecutivas, e isso cria alguma ansiedade, a ansiedade de querer alterar as contas e os acontecimentos. A ansiedade tomou conta da equipa, aliada ao mérito do Moreirense, que aproveitou bem os erros individuais e defensivos da minha equipa.

Na segunda parte, entrámos muito bem no jogo, mas levámos com o segundo golo num lance em que estavam, se não me falha memória, três jogadores para um do Moreirense e mesmo assim ele conseguiu passar a um colega. Temos de analisar e refletir.

Resumindo, uma primeira parte má e uma segunda a tentar entrar, pouco jogo, muitas paragens, pouca compensação. A equipa do Nacional merecia mais tempo de jogo do que aquele que foi dado pela equipa de arbitragem."

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Nacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.