Costinha: «Temos que pensar que ainda estão 12 pontos em disputa»

Treinador do Nacional após a derrota frente ao Sporting esta sexta-feira

• Foto: Hélder Santos

O Nacional não conseguiu somar qualquer ponto esta sexta-feira frente ao Sporting (1-0), mas para o treinador Costinha pouco há a assinalar à sua equipa. 

"Trabalhámos e procurámos neste jogo um resultado diferente. O nosso objetivo era vencer o jogo. Sabíamos que tínhamos pela frente uma boa equipa. Não posso apontar nada aos meus jogadores, porque trabalharam muito durante o jogo. Se calhar em termos ofensivos, o detalhe não foi o melhor nalgumas jogadas, que nos poderia ter dado a possibilidade de chegar a zonas de conclusão com melhor precisão, para poder ter uma eficácia que andamos à procura", analisou Costinha.

"Perdemos o jogo num detalhe, ainda que o Sporting tenha tido nalguns períodos algumas oportunidades, mas isso faz parte do jogo, porque tem jogadores com qualidade", referiu ainda.

"Temos que, rapidamente, pensar que ainda estão 12 pontos em disputa e temos de guardar o espírito combativo da equipa deste jogo e melhorar nalguns aspetos técnicos, que nos impediram, de sermos mais perigosos", sublinhou.

"Temos de pensar já no próximo jogo, em Chaves, que é extremamente importante para nós e para eles. Temos de pensar na melhor estratégia. Com a ansiedade instalada com o final do campeonato, podemos tecnicamente não estar tão bem. Vamos tentar dar serenidade aos jogadores, para que eles possam desenvolver o jogo de uma forma mais condizente com o seu valor", salientou o treinador do Nacional.

"Iniciámos hoje o jogo muito bem e foi notório que depois de 10 ou 15 minutos faltou o oxigénio, porque estávamos a fazer as coisas muito rápidas. Tinha dito aos jogadores que um dos segredos quando jogamos com as equipas grandes é retira-lhes a bola e se conseguíssemos isso, poderíamos fazer dano no Sporting. Conseguimos nos primeiros minutos, mas, depois, o Sporting tomou conta do jogo e teve algumas jogadas que poderiam finalizar", analisou.

"De qualquer forma, parabéns aos jogadores, que se bateram com galhardia e tentaram um resultado diferente. Por muito difícil que esteja, não acabou ainda. Não podemos desistir e deixar de acreditar nas nossas potencialidades", sublinhou. 

Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Nacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.