Herói Daniel era... central

Guarda-redes defendeu dois penáltis na vitória do Nacional sobre o Gil Vicente

• Foto: Hélder Santos / ASPress

Defender dois penáltis no mesmo jogo é um marco na carreira de qualquer guarda-redes e Daniel Guimarães fê-lo frente ao Gil Vicente ao parar os remates de Talocha e Lucas Mineiro. Este foi um dos momentos altos do brasileiro, de 33 anos, que está à beira de atingir os 100 jogos pelo Nacional – leva 98.

Após esta partida, o guardião de Minas Gerais contou um pouco da sua história. “Como era alto, costumavam pôr-me a central, mas um dia, quando tinha 11/12 anos, num jogo contra o Cruzeiro, o nosso guarda-redes faltou e fui para a baliza. Fiz um excelente jogo e, no fim, o meu pai deu-me a escolher: central ou guarda-redes. Optei pela baliza”, referiu o jogador, que cresceu a idolatrar Taffarel.

Por fim, Guimarães garante que leva a Madeira para a vida: “Sinto-me muito bem aqui. O meu filho nasceu na ilha e é um lugar que me vai marcar para o resto da vida.”

Por Emanuel Pestana
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Nacional

Notícias

Notícias Mais Vistas