Vítor Gonçalves: «O Nacional é um clube claramente de Primeira Liga»

Médio regressa a uma casa onde já foi campeão da Segunda Liga

• Foto: Filipe Farinha

O plantel do Nacional ainda não está completo, faltando chegar mais alguns reforços. Vítor Gonçalves está de volta a uma casa que conhece bem e onde já viveu horas de alegria durante quatro temporadas. No arranque dos trabalhos, o médio considera que "este começo está a decorrer dentro da normalidade, como em qualquer equipa. A pré-época é feita para trabalhar a vertente física e o processo de jogo. É nisso que temos de nos focar".

O facto de o técnico ser para muitos atletas, uma cara bem conhecida, pode facilitar na obtenção dos objetivos traçados: "Muitos dos jogadores já conhecem a maneira de trabalhar do Costinha, já fomos campeões com uma larga margem de pontos com este treinador. Com tranquilidade, vamos treinar o processo de jogo, mas estamos numa fase onde ainda faltam chegar alguns jogadores. Vamos dar o máximo para atingir os objetivos do clube".

Para este jogador, "o Nacional é claramente um clube de Primeira Liga. Apesar de nos últimos anos, não ter cimentado essa posição. Estamos a trabalhar para isso, e este ano não foge à regra, apesar do grande investimento por parte de alguns clubes, nós queremos subir de divisão e não nos vamos esconder nesse objetivo. Vamos trabalhar todos os dias para atingir esse objetivo".

Vítor Gonçalves está feliz por este regresso à Madeira, pois "o Nacional é um clube que eu conheço bem e o que me fez voltar, foi a ambição de colocar o clube no lugar devido. Estou aqui para ajudar e mais um para trabalhar para a equipa, pois esse é que terá de ser o foco e não pensar em termos individuais, pois isso não nos leva a lado nenhum".

Quanto ao grupo de trabalho: "Ainda é muito cedo para falar sobre o grupo de trabalho que temos, fizemos poucos treinos ainda e os grupos vão-se formando. Se não pensarmos na individualidade, mas sim no objetivo coletivo, que é comum a todos e nos beneficia a todos, isso é o mais importante, atingindo os objetivos do clube e propostos também pelo treinador. Trabalhar todos em prol desse objetivo, será muito mais fácil".

Bobál e Lee já chegaram

Costinha já contou esta terça-feira com mais dois jogadores nos trabalhos. O avançado Gergely Bobál já treinou sob o olhar do técnico e vai tentar confirmar as credenciais que levaram à sua contratação na época passada. O húngaro que vinha rotulado de ser um goleador no seu país, apenas foi utilizado em três partidas, não tendo marcado qualquer golo.

Quem também já esteve no relvado do Estádio da Madeira foi o jovem coreano Lee Seungjun, lateral direito de 21 anos. Este jogador vai integrar o plantel nacionalista depois de na temporada transata ter estado emprestado à AD Camacha.

Por João Manuel Fernandes
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Nacional

Notícias

Notícias Mais Vistas