Rui Alves corrosivo: «Vírus também atacou neurónios de muitos»

Presidente do Nacional está tranquilo com a ação no TAD, que considera “desesperada e despropositada”

A carregar o vídeo ...
Rui Alves arrasador: fala em "madeirenses envergonhados" e atira-se à "personagem" Carlos Pereira

Rui Alves reagiu, ontem, à ação movida pelo Marítimo no Tribunal Arbitral do Desporto e mostrou-se seguro num desfecho favorável ao seu clube. "Percebo a intenção de quem o faz, mas estou absolutamente tranquilo sobre a decisão final", assegurou, considerando que a atitude do rival é "desesperada, despropositada e desprovida de qualquer possibilidade de êxito. Nesta fase de Covid-19, o vírus também atacou os neurónios de muitas pessoas", ironizou.

Depois, o presidente do Nacional passou ao ataque e foi contundente nas acusações a Carlos Pereira, o seu homólogo do rival Marítimo. "Lamento partilhar o mesmo território com uma personalidade destas. Hoje, mesmo os madeirenses que são do Marítimo, devem sentir-se envergonhados. Mas serão os maritimistas a julgá-los, não eu", apontou.

Sem se deter no tom corrosivo, o líder dos alvinegros lançou nova farpa. "Recebi uma mensagem interessante de uma comparação entre um camelo e um burro. Este animal é apresentado como possuindo algum défice neurológico, mas este processo mostra que o camelo ainda se apresenta pior", concluiu. Rui Alves apontou também a Carlos Pereira o objetivo declarado de querer acabar com o Nacional. "Assume-se claramente com este processo algo que vem acontecendo desde há algum tempo na Madeira: a extinção da concorrência desportiva", salientou, sem rodeios.

1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Nacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0