Rui Borges: «Fiquei super optimista em relação ao futuro»

Nacional já esqueceu a derrota com o Rio Ave e quer obter primeiro triunfo caseiro

• Foto: Hélder Santos
O Nacional averbou o primeiro desaire sob a liderança de Rui Borges. A exibição conseguida em Vila do Conde, apesar do resultado negativo, deixou o técnico nacionalista optimista para o embate de amanhã frente ao Estrela da Amadora.

"Mais do que falar no último jogo em Vila do Conde, já tinha dito após o jogo com o Chaves, em casa, que pela forma como foi, tínhamos ganho um espírito diferente no grupo. Com o Rio Ave, o jogo demonstrou isso. Fomos uma equipa coesa, super confortável, comprometida e concentrada, tudo o que pedimos num jogo de futebol. O que falamos antes dos jogos, na palestra, estava tudo lá no campo. Não fomos felizes em algumas situações de finalização", disse o técnico dos nacionalistas.

O líder dos alvinegros ficou muito otimista em relação ao futuro. Acredito que amanhã darão novamente uma boa resposta, pois estão focados e ambiciosos para ganhar. O dia a dia deles tem sido fantástico".

Confrontado com o facto de o seu clube estar já a uma diferença pontual dos lugares que dão o acesso à Liga Bwin: "Não ligo à diferença pontual pois ainda estamos na primeira volta. Estou preocupado em vencer, não importa pensar no primeiro e segundo lugar, se estamos em oitavo, queremos chegar ao sétimo lugar, sexto ou quinto. As contas fazem-se no fim. Sinto o grupo muito melhor, claramente mais fortes desde a minha chegada".

Rui Borges revelou que "o futebol não é só trabalhar o que falhou no último jogo. Sou um treinador que acredita que a repetição é importante para melhorar. Foi uma semana normal de trabalho, focados em todos os momentos de jogo. Estiveram super motivados e espero que amanhã não percam a concentração".

Ricardo Chéu é amigo e muito competente

Quanto ao conjunto vilacondense, teceu elogios: "Vamos defrontar um adversário muito competitivo no seu todo, não só em termos individuais, estão motivados, também tem ambições e temos que o respeitar, não baixando a concentração, pois se isso acontecer, sai-nos caro".

Por último, falou na liderança do treinador adversário, Ricardo Chéu: "São uma equipa bem orientada, por um treinador bem experiente, com muita competência, um amigo também. É uma equipa que apesar dos últimos resultados e de algumas expulsões, leva-nos também a pensar que são um conjunto com caráter, com muita competitividade.  Vamos jogar 11 contra 11 e respeitando o adversário. Vamos ver os pontos que podemos explorar para tirar partido durante o jogo".
Por João Manuel Fernandes
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Nacional

Notícias

Ultimas de Nacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Notícias Mais Vistas