Salvador Agra: «As bolas paradas pagam-se cada vez mais caro»

Extremo do Nacional enaltece a grande atitude demonstrada pela equipa insular

• Foto: Hélder Santos

Salvador Agra, que cumpriu este sábado, em Alvalade, o 62.º encontro consecutivo na Liga NOS, mostrou-se desapontado pela forma como o Nacional sofreu os dois golos que resultaram no triunfo do Sporting.

"As bolas paradas pagam-se cada vez mais caro, na liga portuguesa e não só. Neste jogo foi isso que fez a diferença. Duas bolas paradas, dois golos do Sporting. Porque, resumindo, se formos ver o jogo em si, demos uma grande resposta. Mas é como eu disse: duas bolas paradas, dois golos, 2-0 para o Sporting. Saímos daqui claramente tristes, porque a equipa teve uma grande atitude. É de realçar todo o empenho e, repito, toda a atitude desta equipa", destacou o extremo do conjunto insular, que continua a confiar que a permanência do Nacional na Liga NOS ainda é uma possibilidade.

Isto apesar de, nos últimos 11 jogos, com Predrag Jokanovic no comando da equipa, o Nacional ter contabilizado 5 derrotas e 6 empates, com 3 golos marcados e 18 sofridos.

"Claro que é sempre preocupante. Ninguém gosta de estar nesta posição. Mas o mister tem feito tudo, desde que chegou, para conseguirmos os 3 pontos. Ainda não foi desta, mas agora temos um jogo em casa. Acabou-se o ciclo dos grandes. Estamos preparados, porque agora vamos entrar verdadeiramente no nosso campeonato", argumentou op jogador do Nacional, na 'flash-interview' da SportTV

Por Vítor Almeida Gonçalves
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Nacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0