Carvalhal e o recorde de pontos na Liga: «Se fosse fácil, todos os anos fazia-se esta pontuação»

Treinador do Rio Ave contente com marca atingida a duas jornadas do fim do campeonato

• Foto: Hélder Santos / ASPress

O Rio Ave empatou (0-0) na visita ao reduto do Marítimo, em jogo da 32.ª jornada da Liga NOS, num encontro em que a formação vila-condense igualou a melhor pontuação de sempre do clube no campeonato - 51 pontos.

No final do encontro, Carlos Carvalhal afirmou que o encontro acabou por ser "incaracterístico" muito por culpa do estado do relvado do estádio do Marítimo. "Em termos de oportunidades, o jogo até nem foi muito diferente, porque nós cometemos alguns erros na construção e o Marítimo aproveitou-os bem. Um relvado muito difícil, muito escorregadio. Os meus jogadores escorregaram constantemente e foi difícil para as duas equipas", começou por dizer o técnico.

Análise ao encontro

"Na minha opinião, a nossa equipa teve mais iniciativa, mais vontade de ganhar, mais posse de bola. Podíamos ter rematado e escorregámos quando podíamos ter encostado. Acabou por ser um jogo algo incaracterístico. Aquele jogo em que tenho a sensação de que deveríamos ter ganho, mas também tenho a sensação de que são os tais jogos em que podemos perder nos últimos 10 minutos. É este tipo de jogos que, às vezes, acontecem."

Resultado

"Acaba por resultar um empate. Jogámos contra uma boa equipa, que vinha de três vitórias consecutivas. Uma equipa bem organizada, que tem feito bons jogos, mas que, hoje, talvez, defrontou um adversário mais forte. Nós criámos dificuldades ao Marítimo e conseguimos impor o nosso jogo."

Igualada a melhor marca pontual do clube na 1.ª Liga

"Dar os parabéns aos grandes obreiros desta caminhada, que são os jogadores. Igualar o registo é muito importante. Se fosse fácil, todos os anos fazia-se esta pontuação. É uma satisfação muito grande. Era um dos objetivos da época. Coletivamente, já igualámos o melhor registo. Individualmente, temos jogadores a fazerem épocas extraordinárias. Se calhar, sete ou oito estão a fazer o melhor nas suas carreiras, em golos, assistências, qualidade de jogo, o que torna os jogadores apetecíveis no mercado. Temos a consciência de que vamos ser fortemente atacados nesta parte final, mas é um objetivo promover os jogadores através da qualidade de jogo."

Futuro da equipa

"Isto ainda não acabou. Mais dois jogos e vamos tentar fazer o melhor possível e, depois, ver a nossa classificação", concluiu.

Por Record com Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Rio Ave

Notícias

Notícias Mais Vistas