A mensagem de Pedro Miguel à equipa que está na zona de descida

Momento negativo não afeta valor coletivo

• Foto: Ricardo Nascimento

Cinco pontos ao cabo de oito jogos fazem a UD Oliveirense ocupar o penúltimo lugar da 2ª Liga e em perspetiva está mais uma árdua batalha pela permanência. Porém, Pedro Miguel invoca a sua experiência e o valor do plantel para passar uma mensagem de ânimo aos seus jogadores.

"O futebol é o momento, já ando nisto há muito tempo e conheço muito bem a 2ª Liga. Hoje estamos aqui nos dois últimos lugares, onde ninguém quer estar mas sabemos que com duas vitórias ficamos a meio da tabela. Nós não estamos num bom momento, quando não se pontua é sempre um mau momento. Mas acreditamos que vamos inverter, e temos de inverter, sabemos que valemos mais do que os cinco pontos, e acreditamos que o futuro vai ser melhor do que o passado. É com estes jogadores que vamos dar a volta", afirmou o treinador do conjunto de Oliveira de Azeméis, logo após a derrota com o Estoril (3-0).

Domingo, os oliveirenses, segundo se crê, farão o último jogo como visitados no Estádio Municipal de Aveiro, diante do Cova da Piedade, voltando a jogar no Estádio Carlos Osório (o que não acontece desde 2016/17), a 1 de dezembro, na receção ao Ac. Viseu. O treinador da UD Oliveirense não esconde a importância deste fator.

"Logicamente é muito diferente jogar em casa e jogar na nossa cidade do que jogar em Aveiro. Temos cinco pontos averbados, quatro conquistados fora e um em casa. Acreditamos que vamos inverter este ciclo e lutar pelo nosso objetivo, que passa pela permanência. Não queríamos estar no lugar em que estamos mas temos muito campeonato pela frente e acreditamos que chegaremos a 17 de maio com a permanência assegurada", sustenta Pedro Miguel.

Wellington e Filipe Gonçalves possíveis para o Cova da Piedade

Wellington e Filipe Gonçalves, reavaliados ontem após terem saído com lesões do Estoril, padecem de problemas físicos ligeiros e podem até ser opções para o duelo com o Cova da Piedade se não houver nenhum imprevisível retrocesso nas respetivas evoluções físicas. O defesa-central tem uma lesão muscular na coxa direita, enquanto o médio-defensivo se debate com um traumatismo no pé esquerdo.

Por Francisco Laranjeira e Ruben Tavares
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de UD Oliveirense

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.