Emanuel Novo dono da baliza

“Sabia que tinha uma carga pesada sobre mim”, confessa o guarda-redes sucessor de Paulo Vítor

PUB

Natural das Caxinas, paredes-meias com a Póvoa de Varzim, aos 13 anos Emanuel Novo vestia a camisola varzinista. Este ano regressou a casa e em grande estilo, frente ao P. Ferreira (0-1), no primeiro jogo após a saída do ex-titular Paulo Vítor, no qual o português fez uma exibição plena de grandes defesas.

"Sabia que tinha sobre mim uma carga pesada já que Paulo Vítor é um excelente jogador, com quem tive o privilégio de trabalhar de perto, e substituí-lo tornava-se uma herança pesada. Mas como também tinha confiança nas minhas capacidades, acabou por correr tudo bem, com o treinador Capucho a colaborar bastante nos treinos", sublinha Emanuel acerca do mérito motivacional do treinador.

Depois de dois anos em Chaves onde apenas realizou dois jogos, Novo sabe que tem no ‘seu’ Varzim uma chance para voltar a ser feliz. "Agarrei a oportunidade com ambas as mãos porque estava há dois anos sem competir e tinha a oportunidade de jogar na 2ª Liga e logo num clube que conheço bem, dentro da minha zona, e no qual o meu pai também jogou na sua juventude. O Varzim abriu-me a porta e nela entrei sem temer", afirma, com toda a confiança.

No domingo, o Varzim até perdeu com os pacenses, mas o guarda-redes agarrou o posto.

Já foi campeão... em futebol de praia

No seu palmarés, Emanuel Novo conta com um título de campeão nacional de futebol...mas de praia. Aconteceu em 2014, ao serviço do Sp. Braga, numa final em que os minhotos bateram o Sporting na final, por 4-2, em Espinho. Era o dia 31 de agosto e, nessa altura, no que a relvados e a futebol de onze diz respeito, o guarda-redes campeão nacional sobre a areia transferiu-se do Balasar, da 1.ª distrital do Porto, para o Famalicão, que então militava no Campeonato de Portugal, onde esteve duas temporadas, fez 20 jogos e alcançou a subida à 2.ª Liga na sua primeira época: 2014/15.

NÚMEROS

6 é o número de clubes que Emanuel Novo representou na sua carreira sénior. Antes do Varzim, jogou na AD Oliveirense, Melgacense, Balasar, Famalicão e Chaves

5 defesas contra o P. Ferreira fizeram dele um dos melhores em campo na sua estreia na baliza varzinista

Por Luís Leal
Deixe o seu comentário
PUB