Candidato único à presidência do Varzim prioriza "estabilização do clube"

Edgar Pinho vai suceder a Pedro Faria

O candidato único à presidência do Varzim, Edgar Pinho, nas eleições que se realizam no sábado, elegeu a "estabilização do clube" como uma das prioridades do seu mandato.

O empresário, de 64 anos, que irá suceder ao anterior líder demissionário Pedro Faria, considerou que o Varzim "tem de se fortalecer internamente" nos próximos anos para poder, depois, "ambicionar por objetivos maiores em termos desportivos".

"Temos pela frente um trabalho para recuperar a mística do Varzim, devolver o clube aos sócios e ao concelho, consolidar a parte financeira, e realizar grandes obras nas infraestruturas. Só com esses alicerces podemos lançar-nos para as conquistas desportivas que tanto desejamos", partilhou à agência Lusa Edgar Pinho.

O futuro presidente do Varzim reconheceu que "a situação financeira do Varzim ainda é muito débil", e, não querendo iludir os associados, falou de um trabalho que "vai demorar até se conseguir estabilizar".

"É um cenário comum a muitos clubes como o nosso, que padecem deste problema. Temos de agilizar meios e negociações que viabilizem o clube, cativando as empresas para que o Varzim possa veicular a sua imagem e incrementar a angariação de sócios", apontou o futuro dirigente.

Edgar Pinho perspetiva que só em três ou quatro anos o emblema poveiro possa estar em condições para assumir um projeto consolidado de regresso à I Liga, apontando a necessidade das intervenções nas infraestruturas.

"O Varzim não tem, neste momento, condições físicas no seu estadio para competir na I Liga. Serão precisas as obras que estão planeadas para o estádio. Queremos também recuperar o edifício sede [no centro da cidade] e construir a academia para formação, em parceria com a autarquia", partilhou Edgar Pinho.

Nessa vertente da formação, o candidato único às eleições do Varzim pretende recuperar o fôlego das camadas jovens do clube e que estas voltem a alimentar a equipa principal do clube.

"Queremos que seja uma equipa montada sobre a nossa a formação e complementada com um 'scouting' atento que permita trazer ao Varzim os atletas que não é possível formar", vincou Edgar Pinho.

O candidato confessou que preferia que mais listas tivessem surgido para o sufrágio de sábado, que se realiza entre as 10:00 e as 13:00, acreditando que isso seria "sinal de vitalidade do clube e que mais sócios a queriam trabalhar em prol do Varzim".

Como tal não sucedeu, Edgar Pinho espera que "os sócios participem neste ato eleitoral e apoiem esta mudança do Varzim".

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Varzim

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.