De olho no sonho mas de pés no chão

Alexandre Vila Cova quer ganhar em Chaves e discutir a passagem, mas espera dificuldades

O Varzim disputa pela 2ª vez na história a derradeira fase de grupo da Allianz Cup e colocou-se de forma inédita em posição para discutir a passagem à final four da competição.

Se vencer na visita a Chaves, este domingo, e o FC Porto não triunfar no reduto do Belenenses, a formação poveira estrear-se-á na última etapa da prova, algo que Alexandre Vila Cova, diretor desportivo, acredita que pode acontecer.

"Sabemos que é difícil. Ninguém contava connosco e não dependemos só de nós, mas podemos discutir a passagem. Não vamos a Chaves passear nem cumprir calendário. Vamos para ganhar", começou por dizer em declarações a Record, embora salvaguarde que o formato da competição dificulta a missão. 

"Temos de ser realistas. A prova está feita para os grandes. Os pequenos jogam duas vezes fora de casa e há sempre essa condicionante", frisou.

Já sobre a crise do Chaves, o dirigente desvalorizou. "Ainda na semana passada o Sporting estava em grande forma e o Benfica estava em crise. Esta semana, tudo mudou. Estas equipas têm grandes jogadores e tudo muda rápido. Resta-nos acreditar", concluiu.

Júlio Alves apto, mas fora do baralho

Nas vésperas do encontro frente ao Chaves, Júlio Alves recebeu luz verde para se treinar, depois de ter debelado uma microrotura. O avançado encontrava-se em fase final de recuperação e foi dado como apto, na sexta-feira, mas ainda não será opção em Trás-os-Montes, este domingo.

Por Pedro Morais
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Varzim

Notícias

Notícias Mais Vistas