Haman enfrenta processo disciplinar

Não se treina há três semanas. Altercação com César Peixoto na origem do afastamento

• Foto: José Reis / Movephoto

O avançado Jacques Haman está suspenso internamente e tem estado afastado dos treinos com o restante plantel do Varzim desde o jogo com a Oliveirense, da 26ª jornada, que decorreu a 17 de março, e que marcou a estreia de César Peixoto no banco, ou seja, há sensivelmente há três semanas.

O camaronês, de 24 anos, que tem contrato com os poveiros até 2021, já tinha tido comportamentos que não agradaram aos anteriores técnicos, mas que agora se adensaram, dando origem ao afastamento da equipa. O avançado terá questionado as opções de César Peixoto de uma forma que o técnico considerou abusiva, tendo de imediato deixado o jogador de parte dos trabalhos da equipa.

É esperada a conclusão do processo disciplinar que lhe foi instaurado pela direção do Varzim, mas até lá mantém-se afastado dos treinos, enquanto o empresário do atleta e o presidente Pedro Faria procedem, nos próximos dias, às negociações para a rescisão do vínculo contratual entre as partes. Uma coisa é certa: para César Peixoto o atacante não conta mais. Na Póvoa, Haman vivia a sua terceira experiência no futebol português depois de passagens por Leixões e V. Guimarães B.

Por Luís Leal
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Varzim

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.