Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

Maior investimento dá maior ambição

Arranque dos trabalhos com maior orçamento e a palavra ‘promoção’ destacada no vocabulário

• Foto: Ricardo Jr

O Varzim abriu ontem as portas da sua ‘oficina’ com vista à preparação da nova temporada. O plantel que continua a ser comandado por Nuno Capucho foi alvo de uma profunda renovação, com o aval do treinador. Saíram 10 atletas e entraram, para já, outros tantos. Quanto a permanências, contam-se 12, embora alguns destes jogadores ainda possam fazer parte da equipa B.

O presidente Pedro Faria foi a voz da ambição. "Este campeonato é feito a dois tempos. Primeiro, até dezembro, e depois, de janeiro até final. Queremos estar na linha da frente no primeiro tempo. Depois, em janeiro, faremos reajustes que poderão levar a lutar por algo mais, que passa pelos lugares de subida", disse, com ponderação, o dirigente. O orçamento é expressão, igualmente, dos objetivos que se pretendem cumprir. "O orçamento aumentou em cerca de 150 mil euros em relação à época passada. Passou dos 700 mil para mais de 850 mil", acrescentou, vincando o maior investimento realizado pela direção reconduzida em abril.

O treinador Nuno Capucho até admite lutar pela promoção, mas antes de tudo isso está o trabalho árduo. "Espreitar os lugares cimeiros passará primeiramente por ter uma equipa forte. Não muito comprida. A mensagem que quero passar é que quem estiver aqui terá que lutar para poder jogar. Quem não estiver preparado para jogar, quer seja 90, ou 5 minutos, pode ir embora, sejam mais novos ou mais velhos!", atirou, no seu jeito frontal.

Nelsinho tem 38 anos e 10 épocas no total na Póvoa de Varzim. "O estigma da idade elevada do plantel da época passada, penso que não foi o que ditou o rendimento menos positivo", analisou o capitão.

Por Luís Leal
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Varzim

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M