'Piranhas do Tejo' respondem ao treinador e vincam um "não a Rio Maior"

Grupo de apoio quer garantias sobre obras no Cevadeiro

Filipe Moreira pediu esta sexta-feira o apoio dos adeptos no Estádio Municipal de Rio Maior, um recinto que fica a cerca 53 quilómetros do Campo do Cevadeiro, em Vila Franca de Xira, que o Vilafranquense está impossibilitado de utilizar na 2ª Liga por carecer de obras de fundo.

A resposta dos adeptos a que o treinador dos ribatejanos referia não se fez esperar. Os 'Piranhas do Tejo', grupo organizado afeto ao clube do Ribatejo, respondem ao técnico garantindo que não continuarão a marcar presença em Rio Maior, a casa emprestada da equipa em 2019/20. "Os menos culpados são o míster e os jogadores, e alguns estão connosco, mas enquanto não virmos obras, documentos e certezas que vamos ter o Campo do Cevadeiro para jogar em 2020, vamos continuar a apoiar única e exclusivamente as modalidades", pode ler-se na mensagem veiculada através do Facebook.

Leia a mensagem na integra:

Carta aberta ao Míster Filipe Moreira

Míster, é impossível não sentir um aperto no coração ao ler as suas palavras, na entrevista ao Record mas infelizmente, nós não queremos ter nada a ver com Rio Maior, não é a nossa cidade, não é o nosso estádio, nem o nosso clube se chama "Vilafranquense Futebol SAD".

Este clube que se tenta criar longe daqui é isto: um clube sem estádio, sem adeptos, sem apoio e com o novo nome pelo qual ninguém sente ligação ou afecto. Nós gostamos de 'UNIÃO' se for 'DESPORTIVA' ainda mais. Este é o clube que representamos!

Quando no final da época pedimos à Direcção da SAD, por favor, para procurarmos outra solução, lembra-se da resposta que nos deram? "Ai vão para Rio Maior vão..."

Pensaram que o nosso fanatismo nos quebraria, mas valores mais alto se levantam, e nós não compactuamos com isto. Se os sócios não tem poder de decisão na vida da secção de futebol, então afastamo-nos.

Nos 14 anos de existência desta claque sempre tivemos uma relação aberta, franca e honesta com todos os dirigentes, mas não aceitamos nem admitimos o desprezo a que fomos vetados de há uns meses para cá.

Porque o que este clube tem de diferente são os seus adeptos.

Contudo os menos culpados são o míster e os jogadores, e alguns estão connosco, mas enquanto não virmos obras, documentos e certezas que vamos ter o Campo do Cevadeiro para jogar em 2020, vamos continuar a apoiar única e exclusivamente as modalidades.

Sempre Unidos, Venceremos
#RIOMAIORNÃO

Por Flávio Miguel Silva
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Vilafranquense

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.