Tiago Mota: «Saio da melhor profissão do Mundo para a segunda melhor»

Antigo médio abordou os "25 anos de paixão" que ficaram para trás

• Foto: Vilafranquense

O ponto final na carreira de Tiago Mota aconteceu no primeiro dia de 2020. O médio português pendurou as botas ao serviço do Vilafranquense e, a Record, salientou que "o que fica para trás são 25 anos de paixão, de dedicação diária"

"O futebol deu-me amizades que ficam para a vida e no final é isso que fica, mais do que as vitórias! Como dizia um treinador que tive, saio da melhor profissão do mundo para a segunda melhor. Com o facto de ser mestre em treino desportivo com especialização em futebol e ter surgido esta oportunidade, o caminho mais lógico seria aceitar o convite do míster e da administração o qual agradeço a confiança em mim depositada. Quero aprender ao máximo porque vou estar rodeado de pessoas extremamente capazes e com mais experiência que eu", vincou o agora ex-futebolista, de 34 anos, que passará a integrar a equipa técnica de Filipe Moreira.

Mota ajudou em 2018/19 a uma promoção inédita à 2ª Liga da equipa de Vila Franca de Xira estando por isso na história de um clube ao qual agradece. "O União terá sempre um lugar especial no meu coração, sempre me trataram bem e agora abre-me as portas do treino. Estou muito agradecido. Quero agora enquanto treinador continuar a fazer história com a permanência na Segunda Liga", acrescentou.

Por Flávio Miguel Silva
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Vilafranquense

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.