Marítimo dispara contra Liga e árbitro assistente

Madeirenses questionam data da final e nomeação de Nuno Vicente

• Foto: Hélder Santos

A pouco mais de 24 horas da final da Taça CTT, o Marítimo emitiu um comunicado muito crítico em relação à Liga e ao Conselho de Arbitragem. Os madeirenses voltam a questionar o atraso na marcação do jogo decisivo, que consideram "fruto da incompetência por parte da direção da Liga".

"Contra os desejos do Marítimo, que sempre defendeu que a mesma fosse marcada para dia 26 (um dos possíveis adversário na altura, o Sp. Braga, a 27) de modo a dar margem de manobra aos adeptos verde-rubros a viajarem até Coimbra de maneira a apoiar a sua equipa. Fazendo a vontade a alguém a mesma ficou marcada o próximo dia 20 tirando muitos maritimistas do estádio", acusa a nota, divulgada no site oficial do clube.

As críticas mudam-se depois para outra situação "com contornos mais insólitos, se é que se pode chamar de insólito a um prémio". Em causa está a nomeação do árbitro Nuno Vicente para a equipa de Fábio Veríssimo, cuja "habitual dupla de assistentes é composta por Paulo Soares e Pedro Felisberto", reafirmando as declarações do presidente Carlos Pereira.

"O prémio para tal árbitro [Nuno Vicente] deduzimos que seja pelo excelente trabalho efetuado no último Benfica B-Freamunde, quando ao minuto 23 transformou um livre à entrada da área da formação visitante num penálti a favor da turma visitada", recorda, exibindo um vídeo. "Estranho é o Conselho de Arbitragem não saber o quanto o referido árbitro vibra com os jogos do Benfica", acusam os madeirenses.

Por Sérgio Krithinas
36
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Allianz Cup

Notícias

Notícias Mais Vistas