Proença e a ausência de Soares Dias na conferência: «Era um momento único de poder falar»

Diz no entanto respeitar a decisão do Conselho de Arbitragem

• Foto: Arquivo/Amândia Queirós

Pedro Proença afirmou este domingo reagir "com toda a naturalidade" à decisão do Conselho de Arbitragem de não permitir a presença de Artur Soares Dias na conferência de antevisão da final da Taça CTT. Ainda assim, o presidente da Liga lembrou a experiência própria. 

"Em 2007 houve a primeira final, eu era o árbitro e tive a a sorte e o privilégio de me sentar à mesa com os dois treinadores. Foi um princípio de abertura da arbitragem ao mundo futebolístico. É uma decisão do Conselho de Arbitragem, a Liga saberá sempre respeitá-las", referiu à Sport TV.
Proença reiterou ainda que defende "a humanização da arbitragem": "Os árbitros são intervenientes no espetáculo, têm uma palavra a dizer. Era um momento único de poderem falar. O futebol é isto mesmo".

Por Luís Miroto Simões
2
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Allianz Cup

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.