Aves não se responsabiliza na questão dos seguros

Responsáveis continuam à espera de uma "resposta concreta" da Liga e da FPF

• Foto: Luís Vieira/movephoto

Os responsáveis do Aves continuam à espera de uma "resposta concreta" da Liga e da FPF na questão das dúvidas sobre os seguros dos jogadores que levantaram no início desta semana, e fazem mesmo questão de registar que já avisaram os jogadores do seu plantel que "o clube não se responsabiliza", caso algum atleta acuse positivo à Covid-19 durante a reabertura da competição que está prevista para o final do mês e que se prolonga até julho.

Segundo os avenses, as seguradoras já "avisaram" que não consideram a Covid-19 uma "doença profissional nem acidente de trabalho", pelo que "tudo isto tem de ficar esclarecido antes de começarem os jogos".

"Se algum atleta ficar indefeso e incapacitado, até para o futuro, quem é que se vai responsabilizar?", interroga ainda a nossa fonte da SAD do Aves. "Se acontecer algo de mau para a carreira de um atleta e o mesmo tiver de ser indemnizado, é preciso saber quem terá de pagar isso, e neste momento não temos essas garantias", registam ainda os responsáveis do Aves, apelando igualmente para uma "solução rápida" na questão do fim dos contratos, pois os "clubes têm de perceber com quem contam para lá de junho, já que estão previstos muitos jogos em julho". A este respeito, a FPF e a Liga estudam uma forma legal de prorrogação automática de todos os contratos.

Por António Mendes
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Aves

Notícias

Notícias Mais Vistas