GNR chamada ao estádio do Aves para arrombar portas que estavam fechadas e sem chaves

Direção do clube telefonou insistentemente a vários elementos da SAD

É mais um episódio negativo em torno da situação do Desp. Aves. Para a realização do jogo com o Benfica, foi preciso chamar ao estádio elementos da GNR para que fossem abertas duas portas de duas salas que servem normalmente para a organização do jogo, apurou Record. As portas encontravam-se fechadas porque, à semelhança da situação do autocarro, as chaves estavam desaparecidas.

A direção do clube telefonou insistentemente a vários elementos da SAD para saber do paradeiro das chaves, mas sem qualquer resposta.

Sem chaves para abrir estas salas, a direção, através do advogado do clube, foi forçada a pedir autorização a um juiz para que GNR se deslocasse ao estádio para abrir as portas. O juiz deu autorização e as portas foram abertas pela GNR com recurso à força. Um delegado da Liga acompanhou todo o processo. As salas são necessárias à realização do jogo e obrigatórias pelo protocolo da Liga. Um espaço que é nomeadamente necessário aos delegados para realizarem o seu trabalho.
Jogadores do Aves chegaram ao estádio um a um em viaturas próprias e entraram a pé

Por Pedro Malacó e Miguel Custódio
19
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Aves

Notícias

Notícias Mais Vistas