José Mota: «Não há treinadores de 1.ª nem de 2.ª»

Treinador volta a subir uma equipa ao escalão principal pelo 2.º ano consecutivo

• Foto: Bruno Teixeira Pires

José Mota festejou este domingo a subida do Aves à 1.ª Liga, depois de na temporada passada ter levado o Feirense ao escalão principal do futebol nacional. No final do encontro com o U. Madeira (2-2), o técnico não esqueceu de sublinhar o "árduo trabalho" da equipa ao longo de toda a época.

"Foi uma época desgastante. Conseguirmos este feito a três jornadas do final do campeonato é o culminar de muito trabalho, de muita gente, dos adeptos e sócios que dia a dia trabalharam também para que isso acontecesse. Também a direção do clube e da SAD e a forma como encararam este objetivo... Quero deixar uma palavra especial para os jogadores que acreditaram sempre e hoje voltaram a mostrar ambição: depois de estarmos a perder por 2-0 ao intervalo, conseguimos o pontinho que faltava. Não podemos esquecer a nossa família que nos ajudou, em particular a minha esposa, pela força que me tem dado. Todos trabalharam muito", afirmou José Mota na 'flash interview' da Sport TV1, parabenizando igualmente o Portimonense, que garantiu a subida de escalão na jornada passada.

E prosseguiu, analisando o facto de ter voltado a levar uma equipa à 1.ª Liga. "Não há treinadores de 1.ª nem de 2.ª. Há treinadores competentes", afirmou antes de ser interrompido (e 'engolido'...) pelo plantel do Aves que festejava com cânticos "Eu quero o Aves campeão".

Por Sofia Lobato
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Aves

Notícias

Notícias Mais Vistas