Nuno Manta rescinde com o Aves e fala em "pesadelo"

Treinador emitiu um comunicado a anunciar a saída

• Foto: Peter Spark / Movephoto

Nuno Manta emitiu esta quinta-feira um comunicado a dar conta que rescindiu unilateralmente o contrato que o ligava ao Aves, "depois de esgotar todas as vias possíveis (e mesmo impossíveis) para a manutenção desta relação". O treinador fala numa época de sacrifício, utilizando mesmo as palavras "calvário" e "pesadelo".

Leia o comunicado na íntegra:

"Chegou ao fim a minha dura caminhada junto do Clube Desportivo das Agves, Futebol SAD. Cumpre deixar uma palavra a todos (e não foram poucos!) os que me apoiaram.

Rescinci o meu contrato de trabalho com o CD Aves SAD, de forma unilateral e com efeitos imediatos, depois de esgotar todas as vias possíveis (e mesmo impossíveis) para a manutenção desta relação. Obviamente, por razões de ética profissional, não entrarei em detalhes sobre assuntos internos que estiveram na base desta decisão, mas importa, acima de tudo, agradecer!

Antes de mais, agradecer a todos o que, ao meu lado, sacrificaram diariamente e arduamente as suas vidas pessoais e profissionais para alcançarmos um objetivo que muitos achavam impossível: concluir o campeonato de cabeça levantada! Falo dos meus jogadores, da restante equipa técnica, de todos os que, num esforço incomensurável, quase sobre-humano, enfrentaram verdadeiros calvários, que, naturalmente, guardaremos connosco. Obrigada, foram inexcedíveis!

Agradecer às gentes/povo/aos adeptos das Aves pelo incansável apoio. Levá-las-ei comigo no coração.

Agradecer a todos os colegas de profissão, adversários, ao Dr. Pedro Proença, presidente da Liga, à FPF, a todas as instituições e todos aqueles que, numa onda de solidariedade extraordinária e inesquecível, nos deram força para chegarmos ao fim com dignidade, apesar do pesadelo que vivíamos.

Não posso, ainda, deixar de agradecer ao presidente António Freitas pela confiança. Foi de facto uma luta muito dura, muito diferente do que imaginei e planeei. Sofrida e inevitavelmente algo triste. Mas chegou ao fim e há que virar a página.

O futebol é a minha vida, o relvado é a minha casa e é nele que me continuarão a ver."

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Aves

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.