Farense: António Barão indignado com dúvidas sobre as contas

Clube decidiu avançar com auditoria

• Foto: Filipe Farinha

António Barão, líder diretivo do Farense até junho último, está "indignado" com as suspeitas sobre a sua gestão. "É uma maldade quererem denegrir a imagem de um presidente que levantou o clube dos distritais, recuperando-o não apenas do ponto de vista desportivo mas também financeiro", sustenta.

A reação de António Barão surge na sequência de uma auditoria às contas do clube solicitadas pelos novos responsáveis e divulgada na nossa edição desta terça-feira. "Não temo nada! O Farense tem um passivo muito elevado que vem de gestões anteriores à minha: dívidas a antigos treinadores e jogadores (João Alves, Hassan e Carlos Costa, entre outros) ou ao Ginásio Clube Naval de Faro e sou o primeiro a aplaudir uma auditoria que apure em pormenor toda essa situação", adianta o ex-presidente.

António Barão refere que recentemente teve "uma reunião de cerca de quatro horas com o novo presidente da SAD, Barão Rodrigues, e todas as dúvidas em relação às dívidas, tanto da SAD como do clube, foram esclarecidas. Deixei a SAD com 350 mil euros de dívidas, referentes a salários e importâncias por pagar à Segurança Social e à Liga. Já quanto ao clube o passivo é bem maior mas incomparavelmente inferior ao que herdei e está tudo documentado."

O antigo presidente recorda que "foi nas minhas gestões que conseguimos baixar o passivo em cerca de nove milhões de euros, devido à prescrição de vários processos e a acordos estabelecidos com credores. Quando a auditoria estiver terminada ainda receberei um louvor pelo trabalho realizado. Não posso é admitir que se lancem suspeitas e dúvidas, pondo em causa a minha seriedade."

António Barão lembra ainda que "assumi o comando do clube quando este estava moribundo, a competir nos distritais e à beira da extinção, com dívidas insuportáveis. Reergui o Farense, dedicando-me de alma e coração a esse projeto, e não me parece razoável nem admissível que agora possa ser acusado de má gestão ou de irregularidades nas contas, que estão bem melhores que quando entrei."

Por Armando Alves
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Campeonato de Portugal

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.