Recurso do Lusitânia Lourosa chumbado no CJ

Clube contestou pena de derrota (0-3) com o Oliveira de Frades

O Conselho de Justiça (CJ) da FPF considerou improcedente o recurso do Lusitânia de Lourosa, que contestou a pena de derrota (0-3) com o Oliveira de Frades na 3ª jornada do Campeonato de Portugal, Série D, por utilização irregular do jogador Ivo Oliveira.

A equipa de Lourosa tinha vencido a partida disputada a 13 de setembro, por 2-1, mas perdeu depois esses três pontos por o defesa ter sido utilizado quando se encontrava castigado. Uma infração que lhe custou ainda um mês de suspensão.

Resta apenas saber o desfecho da queixa similar do Nogueirense, cujo processo está no Tribunal Arbitral do Desporto (TAD). Contudo, a realização da 1ª jornada da segunda fase no próximo fim de semana não está em causa pois a referida queixa não tem efeitos suspensivos. Para tal, teria de ter sido decretada uma providência cautelar aquando da apresentação do recurso, o que não aconteceu.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Campeonato de Portugal

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.