Rui Borges quer permanência do Mirandela "o mais rápido possível"

Técnico pendurou as chuteiras e é agora treinador

• Foto: Mirandela

Integrado na Serie A do Campeonato de Portugal Prio, a equipa do Mirandela surge praticamente com nova roupagem no próximo campeonato. O técnico Rui Borges, que representou o clube como atleta nas duas últimas temporadas, é aposta da direção para liderar um plantel que será composto por 24 atletas - sete deles renovaram os seus contratos, foram feitas doze aquisições e ao abrigo do protocolo que o Mirandela tem que o Aves, os transmontanos receberam cinco jogadores emprestados.

Depois de pendurar as chuteiras em maio, Rui Borges vai fazer a sua estreia como treinador aos 36 anos. O estreante técnico diz estar preparado para as dificuldades que o esperam, e que tudo fará para fazer do Mirandela uma equipa maior e melhor. No que respeita aos objetivos do clube, Rui Borges não hesita em dizer que a permanência é o objetivo primordial.

"No que me diz respeito, confesso que encaro o futuro com grande otimismo, com uma enorme vontade de vencer e ajudar desta forma o Mirandela a ser maior e melhor, e a não passar pela aflição que tivemos na época passada. Iniciei a minha carreira de jogador aqui com dez anos, e terminei–a com 35 anos. A partir de agora é uma nova etapa na minha vida, onde espero e acredito ser bem-sucedido", começou por dizer a Record, abordando depois a época desportiva.

"Quanto ao campeonato, penso que será mais competitivo e mais difícil para as equipas menos bem apetrechadas, porque a descida de seis equipas por cada série criará alguma ansiedade, mas apesar do nosso orçamento ser muito baixo, acredito que estamos à altura de cumprir com objetivo a que nos propusemos. O protocolo que existe entre o Mirandela e o Aves é importantíssimo para que o grupo de trabalho saiba que temos que estar à altura dos pergaminhos do Mirandela e daquilo que a nossa cidade representa para a região transmontana. Por isso, a permanência é aquilo que mais desejamos o mais rápido possível", frisou Rui Borges.

PLANTEL PROVISÓRIO DO MIRANDELA

Guarda-redes: Pedro Fernandes, Fabrice Okoua (ex–Vila Real) e Rafael (ex–Corinthians);

Defesas: Vítor Pereira, João Loureiro, Luís Amorim, Bosingwa (ex–Sp. Ideal), Ricardo Mangas (ex–Benfica), Nuno Corunha (ex–Bragança), Cláudio Tavares e José Ricardo (ambos emprestados pelo Aves);

Médios: Igor Caetano, Bruno Magalhães, Francisco Miranda, Flávio Cristóvão (ex-Casa Pia), Kelvin Medina (ex-Sertanense), Anderson Zangão e Yerson (ambos emprestados pelo Aves);

Avançados: Carlos Matos, Angola e Grinood Costa (ambos ex–Sertanense), Ivo Braz (ex–Gafetense), Miguel (ex-Sp. Braga) e José Varela (emprestado pelo Aves)

Por Fernando Gonçalves dos Santos
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Campeonato de Portugal

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.