SAD do Farense não se conforma com inação da justiça desportiva no "Jogo Duplo"

Algarvios querem afastamento do Leixões; Recurso ao Tribunal Administrativo em marcha

• Foto:  Luís Vieira

O Farense, despromovido ao Campeonato de Portugal Prio, está a preparar uma ação a intentar no Tribunal Administrativo, requerendo a suspensão da participação do Leixões na 2.ª Liga e uma compensação pelos danos causados na sequência do processo "Jogo Duplo."

A SAD dos algarvios entende que a Federação Portuguesa de Futebol e a Liga Portuguesa de Futebol Profissional têm conhecimento de factos sobre pretensas viciações de resultados e corrupção, conduzindo à denúncia apresentada junto do Ministério Público, e cabe-lhes, por isso, na perspetiva dos dirigentes do Farense, e no âmbito da justiça desportiva, investigar e tomar decisões sobre os mesmos, sem prejuízo do andamento do processo na justiça comum.

Num comunicado intitulado "Pela verdade desportiva", o Farense "não se conforma com a passividade da justiça desportiva" em relação aos "graves factos que vieram a público de forma notória na última jornada da 2.ª Liga, na qual a PJ "procedeu à detenção em alegado flagrante delito de dirigentes desportivos e jogadores, encontrando-se entre os suspeitos o presidente e o diretor desportivo do Leixões, constituídos arguidos e inibidos de exercer funções, no âmbito do processo Jogo Duplo."

A SAD do Farense reforça que "os órgãos de justiça desportiva não podem escusar-se a decidir sobre factos públicos que revelam indícios graves de viciação de resultados e corrupção no desporto."

Além da ação que será intentada no Tribunal Administrativo, o Farense recorreu junto do Conselho de Justiça da FPF da aceitação da candidatura do Leixões à participação nas competições profissionais de futebol. O nosso jornal sabe que foi apresentado também recurso - por irregularidades de cariz diverso - sobre a aceitação da candidatura de um outro clube, ao que tudo indica o Olhanense.

O Farense, recorde-se, foi o mais pontuado dos clubes despromovidos ao Campeonato de Portugal Prio e alimentou esperanças, durante o processo de candidaturas à época desportiva 2016/17, de manter-se na 2.ª Liga, devido às dificuldades sentidas por alguns clubes em preencher os requisitos exigidos, nomeadamente no que concerne à obtenção das certidões das Finanças e da Segurança Social.

Por Armando Alves
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Campeonato de Portugal

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0