Record

Série A: Empate entre Mirandês e Pedras Salgadas

Guardião do Pedras Salgadas resistiu a todas as investidas do avançado Amadi

• Foto: Pedro Rego

Foi uma estreia positiva da formação de Miranda do Douro no regresso aos campeonatos nacionais de futebol, 18 anos depois da última passagem pela extinta 3ª Divisão. O Mirandês empatou sem golos, frente ao Pedras Salgadas, mas a vitória assentava-lhe bem, face às oportunidades de golo conseguidas ao longo da partida. No entanto, o 0-0 tem um responsável: Pedro Freitas. O guarda-redes do Pedras Salgadas foi gigante na baliza e travou um autêntico duelo com Amadi, ponta-de-lança do Mirandês.

A formação da casa entrou melhor no encontro, sem acusar qualquer pressão na estreia no Campeonato de Portugal. Na linha de ataque, Amadi assumiu toda a responsabilidade de marcar e foi uma autêntica dor de cabeça para os forasteiros. Só a experiência e a qualidade de Pedro Freitas conseguiram travar os remates perigosos e as investidas do avançado, aos 15, 18 e 35 minutos.

Também Musa testou os reflexos do guardião termal, que conseguiu manter a baliza inviolável. Na segunda metade foi mais do mesmo: Amadi em intenso duelo com Pedro Freitas. Logo no início do segundo tempo, o jogador guineense atirou à trave, testando depois os reflexos do guardião por várias vezes.

Já perto do minuto 85, o Mirandês ficou reduzido a dez unidades. Vítor Andrade viu vermelho direto, após um desentendimento com Carlos Mendes.

Na reta final do encontro, foi o Pedras Salgadas que se mostrou no ataque, desperdiçando várias oportunidade para desfazer o nulo em cima do apito final, com Lenno a pôr à prova o guardião Armando.

Por Susana Madureira
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Campeonato de Portugal

FPF castiga Alverca

Habilitações da equipa técnica motivam sanções aos ribatejanos, mas há mais clubes envolvidos
Notícias

Notícias Mais Vistas