Farense empata e faz a festa em Vila Franca de Xira

Turma algarvia de regresso à Segunda Liga

Vilafranquense-Farense (Campeonato de Portugal)

O Farense consumou este domingo o regresso à Segunda Liga, ao empatar a um golo na visita ao Vilafranquense, depois do triunfo confortável (3-0) na primeira mão das meias finais do playoff do Campeonato de Portugal.

Os algarvios confirmaram o regresso ao segundo escalão, dois anos depois de terem sido despromovidos, inaugurando o marcador aos 69', por intermédio de Nuno Borges, de nada valendo a grande penalidade convertida pelo capitão ribatejano, David Moura, aos 79'.

Além de ter carimbado presença nas provas profissionais da próxima época, o Farense garantiu igualmente um lugar na final do playoff, que vai apurar o campeão do Campeonato de Portugal, no dia 10 de junho, no Estádio Nacional.

No Jamor, o conjunto de Faro vai defrontar o Mafra, que eliminou a União de Leiria na outra meia-final e também assegurou um lugar na Segunda Liga em 2018/19.

A vantagem confortável alcançada na primeira mão permitiu que os algarvios estivessem sempre tranquilos no jogo, não sofrendo sobressaltos de maior, perante um Vilafranquense que precisava, obrigatoriamente, de assumir as despesas para relançar a eliminatória.

O Farense construiu uma oportunidade logo a abrir, obrigando Carlos Fernandes a afastar o perigo, enquanto os ribatejanos tentavam chegar à baliza adversária com remates de longe, que não incomodavam Miguel Carvalho.

De resto, seria novamente o experiente guarda-redes do Vilafranquens a segurar o 'nulo', à passagem da meia hora, opondo-se ao remate de Jorginho.

Nos últimos minutos da primeira parte, a formação de Vila Franca de Xira acabou por desperdiçar duas situações soberanas, no espaço de poucos segundos: primeiro foi Pedro Kadri a evitar que Jacinto desviasse com sucesso e, depois, João Freitas cabeceou a centímetros do poste.

No regresso do descanso, André Vieira e Fabrício também não conseguiram ultrapassar a oposição de Carlos Fernandes, o mesmo sucedendo no lado contrário do campo, quando o central João Freitas voltou a ficar perto do golo, não fosse a intervenção destemida do guardião visitante.

David Moura e Luís Pinto quase fizeram sonhar os adeptos ribatejanos que se deslocaram ao Cevadeiro, tal como o recém-entrado Marocas, que cabeceou por cima, numa altura em que o Vilafranquense mandava na partida e quase não saía do meio-campo algarvio.

Os minutos passavam e o Farense conseguia os seus intentos, acabando mesmo por acabar com as esperanças ribatejanas, a 20 minutos do final, num lance em que o lateral esquerdo Nuno Borges surgiu na área e bateu Carlos Fernandes, ficando a dúvida se André Vieira ainda toca na bola antes desta entrar.

O guarda-redes Miguel Carvalho continuava a manter a baliza algarvia inviolada, só que nada pôde fazer quando David Moura converteu uma grande penalidade, que tinha sido conquistada por Luquinhas.

Ainda assim, o tempo era escasso para uma recuperação do Vilafranquense e a festa dos cerca de 200 adeptos do Farense acabou por rebentar em pleno Cevadeiro, onde, pouco depois, se verificaram incidentes entre a polícia e dos adeptos visitantes, que tinham entrado no relvado para celebrar com o plantel.

Jogo no Campo do Cevadeiro, em Vila Franca de Xira.

Vilafranquense - Farense, 1-1.

Ao intervalo: 0-0.

Marcadores:

0-1, Nuno Borges, 69 minutos.

1-1, David Moura, 79 (grande penalidade).

Equipas:

- Vilafranquense: Carlos Fernandes, Rúben Freitas, Denis Martins (Miguel Lourenço, 73), João Freitas, Tiago Cerveira, David Moura, Diogo Izata (Marocas, 46), Luquinhas, Luís Pinto, Jacinto (Ragner, 58) e Rui Varela.

(Suplentes: Rodrigo, Charles Monteiro, Ragner, Marocas, Miguel Lourenço, Bernardo Carlos e Danny).

Treinador: Vasco Matos.

- Farense: Miguel Carvalho, Filipe Godinho, Pedro Kadri, Cássio, Jorge Ribeiro, Nuno Borges, Neca, André Vieira (Luís Zambujo, 83), Fabrício, Irobiso (André Ceitil, 60) e Jorginho (Fábio Gomes, 75).

(Suplentes: Bruno Costa, Delmiro, André Ceitil, Alvarinho, Leo Tomé, Fábio Gomes e Luís Zambujo).

Treinador: Rui Duarte.

Árbitro: Pedro Ferreira (AF Braga).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Irobiso (38), Filipe Godinho (69) e Jorge Ribeiro (72).

Assistência: Cerca de 2.200 espetadores.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Campeonato de Portugal

Notícias

Notícias Mais Vistas