U. Leiria quer "honrar o passado" e Vilafranquense sonha com a Segunda Liga

Formações de Filipe Cândido e Filipe Moreira vão disputar no domingo primeira mão da meia-final

União de Leiria
Vilafranquense
União de Leiria
Vilafranquense
União de Leiria
Vilafranquense

União de Leiria e Vilafranquense começam no próximo domingo, na primeira mão da meia-final do Campeonato de Portugal, a disputar um lugar na final da prova e consequente subida à 2ª Liga.
Com o primeiro jogo a disputar-se em Leiria, Filipe Cândido, treinador da equipa do Lis, recorda o "caminho difícil" até esta meia-final e antecipa dois jogos com uma "grande carga emocional".
"O Campeonato de Portugal é uma prova de grande dificuldade. A fase regular tem jogos com contextos muito complicados, sobretudo fora de casa, mas, jogo a jogo, com ideias próprias e o trabalho dos jogadores, conseguimos chegar a este momento, uma fase em que tudo pode acontecer", disse à agência Lusa o técnico, de 39 anos, que levou a formação leiriense a vencer a série C.
A ideia é partilhada por Filipe Moreira, técnico do Vilafranquense, segundo classificado da série C, que frisa que estes são jogos diferentes dos da fase regular e que é nesta etapa que pode ser alcançado o sucesso numa temporada.
"A época tem sido de grande qualidade e os resultados mostram isso. Mas, para ser brilhante, implica uma subida de divisão. Estamos satisfeitos com o grupo de trabalho, é um orgulho fazer parte desta família, mas queremos mais e vamos lutar por isso", afirmou o treinador à agência Lusa.
Sobre os problemas que o emblema de Vila Franca de Xira viveu a meio da época, com notícias de salários em atraso, Filipe Moreira assume que não é algo que se esqueça, mas garante que o foco está inteiramente nos jogos frente à União de Leiria e que apenas depois se fará um balanço de esse e outros temas.
"Só quero valorizar o fantástico grupo que oriento. Se conseguirmos atingir os objetivos finais será uma época para recordar, mas também a altura de pensarmos no que aconteceu e tirar daí as devidas ilações. O grupo teve grande caráter e tem da minha parte um grande reconhecimento", vincou.
Quanto ao futuro, ambos os treinadores sabem que garantir um lugar na final dá acesso automático à 2ª Liga, mas sublinham que, para já, ainda não pensaram nessa consequência.
"É um sonho que as pessoas alimentam há bastante tempo e, se lá chegarmos, será algo que não se vai esquecer. Seria um marco para toda a região, mas por agora estou focado no confronto com a Leiria", diz Filipe Moreira.
Já Filipe Cândido, técnico dos leirienses, reconhece que a cidade ambiciona ver o clube de volta aos grandes palcos do futebol nacional, e que isso deve motivar os jogadores para os desafios que se seguem.
"Temos sempre presente o histórico que o clube tem, pelo trajeto que fez na maior competição de futebol em Portugal, mas sabemos que isso faz parte do passado. Agora, temos de olhar para o presente e honrar esse passado", termina.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Campeonato de Portugal

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.