Vilafranquense-Sertanense, 3-0: Novo líder com recurso ao futebol direto

Chuva condicionou um jogo em que os da casa mostraram ser melhores

• Foto: D. R.

O Vilafranquense colocou um ponto final numa série de quatro jogos sem ganhar com uma vitória em casa (3-0), diante do Sertanense, num jogo que esteve em risco de não se realizar face à muita chuva que caiu em Vila Franca de Xira. A equipa comandada pelo técnico Vasco Matos subiu à liderança da Série C à condição, aproveitando o adiamento da receção do Sintrense ao Alverca, face ao mau tempo.

O apito inicial aconteceu mesmo apesar das várias poças de água que o Campo do Cevadeiro apresentava, antecipando-se um futebol direto que foi uma constante no jogo da 11ª jornada do Campeonato de Portugal. Na primeira parte, as ocasiões de golo pertenceram todas ao Vilafranquense sem que a formação da Sertã conseguisse sequer rematar à baliza. Na primeira, aos 10 minutos, Lucas Morelatto esteve perto de marcar ao segundo poste após um livre lateral apontado pela direita. Miguel Assunção segurou in extremis em cima da linha.

Aos 20', Janú aproveitou o deslize de Tiago Correia e quase marcava. Bruno Pereira evitou a emenda fatal de Luís Pinto. Aos 31 minutos, Luís Pinto ganhou a linha de fundo numa das raras corridas sem oposição, cruzou atrasado e Tito salvou o golo de Lucas em cima da linha, cedendo canto. No mesmo minuto mas já depois do canto apontado, Wilson marca 1-0 na sequência de uma segunda bola em que o guarda-redes saltou com Janú nas alturas. Pedia falta Miguel Assunção mas o extremo brasileiro aproveitou perto da entrada da área num disparo rasteiro que ainda sofreu um desvio, sem efeito.

Dois minutos volvidos, Ragner quase marcou a culminar um contra-ataque. O guardião deixou escapar a bola numa defesa incompleta. O futebolista brasileiro voltou à carga e, desta feita, visou a baliza de fora da área e não ficou perto de ter êxito aos 39 minutos.

Aos 42', Lucas Morelatto culminou a jogada da pé direito e só não marcou, sem qualquer marcação, já dentro da área, porque Miguel Assunção brilhou com uma grande defesa para o poste. Já nos descontos do primeiro tempo, Wilson viu que Rojas falhou a interceção de cabeça, fintou Tito e disparou de pé esquerdo, por cima, numa altura em que a iluminação eléctrica já se encontrava ligada.

Ao intervalo, o técnico do Sertanense, João Manuel Pinto, colocou em campo mais poderio físico com a entrada de Mané e João Jesus.

Sem grandes ocasiões para relatar, o maior incidente de relevo no segundo tempo foi a expulsão de Vladimir até aos minuto 78. Fez uma 'tesoura' sobre as pernas de Luís Pinto e o árbitro Marcos Brazão não teve contemplações senão exibir o vermelho direto com o 10 vilafranquense a chocar contra o banco de suplentes da sua equipa.

Aos 80', na sequência de canto do lado direito, Kevin Pina desenvencilha-se da oposição e cabeceia mal mas com a baliza à mercê. Foi esta a única ocasião de golo do Sertanense em todo o encontro.

Um minuto volvido, Janú aparece na cara do guarda-redes que evita o 2-0 com uma boa mancha. Surge novo corte que afasta o perigo por completo.

Aos 84 minutos, Maycon tranquiliza a equipa da casa com o 2-0. Após livre de Luís Pinto, a bola sobra para João Freitas que vê o guarda-redes defender com qualidade para a trave. Na ressaca, o central brasileiro não perdoa de cabeça, para uma baliza deserta, e faz o terceiro golo em três jornadas consecutivas para uma baliza deserta.

Já nos descontos, o recém-entrado Pedro Garcia fixaria o resultado final num 3-0, aos 90'+4 minutos, depois de Miguel Assunção facilitar no cruzamento.

Série C do Campeonato de Portugal

11ª jornada, Campo do Cevadeiro

Árbitro: Marcos Brazão (AF Algarve)

Assistentes: Nuno Correia e Rui Duarte

VILAFRANQUENSE

Rodrigo Moura; Marco Grilo, Maycon, João Freitas e China; Izata e Lucas Morelatto; Luís Pinto, Ragner (Anta 88') e Wilson (Stehb 75'); Janú (Pedro Garcia 88')

Treinador: Vasco Matos

SERTANENSE

Miguel Assunção; Tito, Tiago Correia, Rojas e Bruno Pereira; Kevin Pina, Vladimir, Hugo Barbosa (Luís Gaspar (68'); Davou (João Jesus 45'), Pereirinha (Mané 45') e Ricardo Pires

Treinador: João Manuel Pinto

Golos:  Wilson (31'), Maycon (84') e Pedro Garcia (90'+4)

Disciplina: Amarelos a Janú (51') e Tiago Correia (51‘). Vermelho direto a Vladimir (78‘)

Por Flávio Miguel Silva
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Campeonato de Portugal

Vizela-Benfica: duelo de amigos

João Faria e Diogo Ribeiro travam, frente ao Benfica, reencontro com antigos companheiros de equipa, André Almeida e Chiquinho

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.