Couceiro quer reunir clubes, Liga e FPF "para falar do que se tem passado esta época"

Treinador lamenta penálti sofrido nos descontos do encontro com o Benfica

• Foto: Paulo Calado

José Couceiro não tem dúvidas que a sua equipa não merecia perder o jogo deste sábado, em casa, com o Benfica. O treinador do Vitória de Setúbal considera o desfecho "injusto" e deixa uma sugestão...

Reunião
"Acho que é injusto. Não merecíamos perder. Podíamos ter feito o 2-1 mas não fizemos. O jogo não foi fácil. Acho que era bom, e não vou andar aqui a criar nenhum clima de justificação ou desculpa, mas era bom que quando acabasse o campeonato, que nos pudéssemos todos reunir e falar do que se tem passado no futebol em Portugal esta época. Os clubes, a Liga, a FPF. É importante avaliarmos isto por tudo o que se tem passado. É um apelo que faço para que nos pudéssemos sentar para conversar. Não é através da comunicação social que o devemos fazer sobre diversas situações que se têm passado ao longo da época."

Penálti
"É uma questão de intensidade [sobre Salvio]. Na primeira parte, sobre o Semedo, a intensidade não foi a mesma. Na segunda parte a intensidade foi superior e foi uma questão de intensidade. A questão disciplinar é uma questão de critério. Não vou discutir isso. Por acaso foi o mesmo árbitro no Estádio da Luz e o Nuno Pinto foi expulso por muito menos. Isso é outra questão. Os jogos são diferentes tal como os momentos. Não é aí que quero entrar." 

Bem disputado
"O jogo foi bem disputado. Marcámos cedo, o Benfica reagiu e criou-nos muitos problemas como também criámos. Na primeira parte o Benfica empatou. Na segunda, nós explorámos a profundidade, tivemos oportunidade de golos e podíamos ter feito 2-1 e é injusto perder o jogo no final mas os árbitros consideraram que com aquele toque na mão é suficiente para o jogador cair. O jogador vai para o chão e o árbitro marcou penálti. Não vou discutir isso."

6
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de V. Setúbal

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.