Desconfiança eleitoral

António Santos ao ataque

• Foto: Rui Minderico

A menos de 48 horas das eleições do V. Setúbal, António Santos, candidato da lista B, considerou duvidosa a atitude adotada por Fernando Oliveira, líder da lista A, e Vítor Hugo Valente, da C. "Não tenho dúvidas de que existe um forte entendimento entre ambos. Oliveira chama Vítor Hugo de ‘bom rapaz’ e este diz que Oliveira cometeu uns ‘errozinhos’. Há um acordo de cavalheiros de modo a não se agredirem. Dá que pensar", sustenta o candidato, de 62 anos.

António Santos, acompanhado por Mauro de Almeida, representante do investidor Noble Fortune, deu a Record outro exemplo para justificar o sentimento de desconfiança. "Parece haver um pacto para o futuro. Ambos os candidatos fogem da questão da auditoria como o Diabo da cruz. Nenhum aborda esse tema. Por que será?", questiona, lembrando que Vítor Hugo Valente foi presidente da SAD no mandato 2009-2012 de Fernando Oliveira.

No dia seguinte à apresentação dos anteprojetos que pretende implementar no clube – recuperação do complexo da Várzea, criação de centro de Vale de Cobro e academia internacional e reabilitação do Estádio do Bonfim –, Mauro de Almeida, representante da Noble Fortune, pertencente ao grupo chinês Iberia Universal, que poderá injetar 10 milhões de euros no clube sadino, respondeu aos que continuam céticos.

"A Noble Fortune já fez investimentos de 200 milhões de euros em Portugal, principalmente ao nível do sector imobiliário. O CEO é um dos maiores acionistas do Jiangsu Suning, onde joga atualmente Ramires [ex-Benfica]. Na China há a febre pelo futebol e, quando lhes apresentámos o Vitória, ficaram interessados em investir e ajudar o clube a crescer. Ambos os parceiros têm a ganhar muito com esta situação", frisa o gestor desportivo.

Por Ricardo Lopes Pereira
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de V. Setúbal

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.