Líder do V. Setúbal mostra como encontrou o clube e explica: «Não foi possível regularizar situação degradante de salários em atraso»

Presidente Paulo Rodrigues lamenta dificuldades

Cinco dias após ser eleito presidente do Vitória de Setúbal, Paulo Rodrigues explicou em comunicado publicado na página oficial do clube as razões pelas quais não regularizou ainda os salários dos funcionários. "Não nos foi possível regularizar a situação na passada segunda-feira, pois apenas esta sexta-feira, dia 23 de outubro, tivemos finalmente em nossa posse a lista de funcionários do clube, de modo a reunirmos com todos, bem como todos os valores em dívida para como prometido resolvermos a situação degradante de salários em atraso", explicou na página oficial do clube.

No mesmo documento, o líder do emblema do Campeonato de Portugal informou que estão em curso negociações com dois potenciais investidores. "Início de negociações com 2 grupos interessados em investir na SAD (um português e outro estrangeiro)", avançam, explicando que está a proceder-se à "recolha da informação sobre o PER da SAD e o do Clube para apresentar aos dois grupos de interessados em investir na SAD".

De forma a poder inscrever as equipas da formação, o Vitória de Setúbal está a tentar resolver uma dívida que têm pendente. "Decorrem negociações com um clube brasileiro a quem o Vitória deve 80.000€, que nos impede de contratar e inscrever jogadores estrangeiros, colocando ainda em causa 60 jovens da formação, equipa B (2ª Distrital) e a equipa de futsal".

O texto assinado por Paulo Rodrigues lamenta o estado em que encontraram o clube. "Na tarde de dia 20 de outubro, foi-nos aberta a porta da SAD por volta das 14 horas e, seguindo o ditado popular 'uma imagem vale mais que mil palavras', preferimos não tecer comentários ao que encontrámos em duas das cinco salas existentes", pode ler-se, com duas fotografias a ilustrar. 

Ao mesmo tempo, o comunicado reflete otimismo no futuro. "As primeiras 48 horas foram passadas com um misto de tristeza, pela falta de informação importante e pela constatação do estado atual das instalações do nosso clube, mas também de confiança e motivação pela demonstração de profissionalismo da equipa que lidero em resolver os assuntos pendentes, apesar de todas as dificuldades, e de trabalhar no imediato para soluções que coloquem o nosso clube no patamar condizente, tanto a nível desportivo como a nível de credibilidade".

Por Ricardo Lopes Pereira
9
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de V. Setúbal

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.