Quim Machado: «Jogo mais importante para o Tondela do que para nós»

Técnico defronta a sua antiga equipa

• Foto: Rui Minderico

O treinador do Vitória de Setúbal, Quim Machado, considerou este sábado que a receção de domingo ao Tondela (16 horas), da 31.ª jornada da Liga NOS, é mais importante para o adversário do que para a sua equipa.

"Temos a responsabilidade de apresentar um bom futebol e querer ganhar, porque, em caso de vitória, garantimos a permanência. No entanto, trata-se de um jogo mais importante para o Tondela do que para nós", afirmou o técnico em conferência de imprensa de antevisão ao jogo de domingo.

Apesar da derrota (2-1) sofrida na jornada anterior na casa do líder Benfica, o técnico dos setubalenses referiu que a boa imagem deixada na Luz deu mais alento ao grupo.

"Demonstrámos aí que não temos ganho jogos por falta de confiança ou atitude. Não temos tido a pontinha de sorte para, nesta altura, já termos a nossa vida resolvida. A exibição que fizemos diz-nos que, se continuarmos assim, as coisas se tornam mais fáceis para conseguirmos os três pontos", disse.

Sobre o Tondela, clube pelo qual Quim Machado se sagrou campeão da 2.ª Liga na época passada, o treinador frisou a subida de rendimento dos beirões.

"O Tondela melhorou muito em relação à primeira volta. Vai querer ganhar o jogo. Creio que vai apresentar-se com uma postura ofensiva para discutir o resultado desde o primeiro minuto. Prevejo um bom jogo entre duas equipas de ataque", vaticinou.

Em relação à possibilidade de ficar, em caso de triunfo da sua equipa e dos adversários diretos do Tondela, ligado à descida de divisão do seu anterior clube, Quim Machado não se deixa levar pela emoção.

"O meu nome vai ficar para sempre associado ao Tondela porque fizemos o ano passado uma subida histórica. Agora represento o Vitória, o Tondela é passado, apesar de ter gostado de o representar. Estou de corpo e alma no Vitória para ganhar no domingo", sublinhou.

Depois de utilizar um esquema mais defensivo frente ao Benfica, o timoneiro dos sadinos, que volta a contar com o defesa Nuno Pinto e os médios Fábio Pacheco, Costinha e André Horta (debelaram lesões), revelou que vai atuar de forma diferente.

"Tivemos uma preocupação mais defensiva devido ao volume de ataque do Benfica. Jogando agora em casa, com o Tondela será diferente", admitiu.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de V. Setúbal

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.