Sadinos chegam aos 2.000 jogos no principal escalão

Duelo de Guimarães vai ser histórico para os de Setúbal

Francisco Silva em 1981/82

O V. Setúbal assinala sábado, no D. Afonso Henriques, o jogo 2.000 no escalão principal. Com um total de 70 participações, o Vitória, um dos oito clubes que estiveram, em 1934/35, na edição de estreia do Campeonato Nacional, é o sexto emblema – depois dos três grandes, V. Guimarães e Belenenses – a atingir a meta dos dois milhares de jogos.

Depois de V. Setúbal e Benfica se terem apadrinhado mutuamente na estreia de ambos em jogos do campeonato – as águias venceram, por 3-1, na ronda inaugural da edição de 1934/35 –, Belenenses (2-2 em 1963/64), Sp. Espinho (0-0 em 1981/82) e Alverca (1-1 em 2001/02) foram os adversários dos setubalenses nos jogos número 500, 1.000 e 1.500, respetivamente.

Após as igualdades verificadas nas partidas em que atingiu números redondos, o clube quer agora somar pontos em Guimarães. Francisco Silva, antigo defesa da formação sadina que participou na milésima partida, em Espinho, está confiante.

"Se jogarmos tão bem como fizemos nas jornadas anteriores com Aves e Benfica, temos condições para obter um resultado positivo", argumenta.

O antigo jogador, de 59 anos, que, em 1981/82, tinha como companheiro no Bonfim, Jorge Jesus [que foi o treinador do Vitória no jogo 1.500, em Alverca], está otimista em relação à permanência. "Tenho a certeza de que será conseguida", remata.

Por Ricardo Lopes Pereira
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de V. Setúbal

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.