Batalha campal acaba com jogo da AF Algarve aos 83 minutos

Entre Faro e Benfica e Louletano B

• Foto: Fernando Ferreira

O jogo Faro e Benfica-Louletano B, da 2ª Divisão da AF Algarve, foi interrompido ontem aos 83 minutos, com o resultado em 2-3, após agressões entre jogadores que acabaram por envolver o público, numa autêntica batalha campal.

De acordo com os testemunhos recolhidos, sem motivo aparente e com o encontro interrompido, o guarda-redes do Louletano B, Pedro Coito, agrediu Galinha, jogador do Faro e Benfica, que foi pontapeado, esmurrado e pisado na cabeça e no corpo, saindo de ambulância para o Hospital de Faro, com vários hematomas e suspeita de fratura dos ossos do nariz.

De imediato os elementos dos dois bancos e também os espectadores (cerca de 100) entraram no terreno de jogo, seguindo-se momentos de tensão, com agressões generalizadas, perante a impotência dos agentes da PSP presentes.

O guarda-redes do Louletano B foi duramente atingido por jogadores adversários e por elementos do público e ficou muito maltratado, necessitando mesmo de tratamento médico.

O árbitro considerou que não existiam condições para prosseguir o jogo, embora, tal como os seus auxiliares, não tenha sido molestado. Vários responsáveis do Conselho de Arbitragem da AF Algarve, vindos de uma sessão de avaliação de árbitros, realizada pela manhã, acompanharam o jogo.

Por Armando Alves
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Coluna Distrital

Notícias

Notícias Mais Vistas