FPF espera 'ano chave' em 2018/19

Todos os contratos terminam no final da próxima época

A temporada 2018/19 poderá marcar uma nova era na Federação Portuguesa de Futebol (FPF). É que os contratos de televisão, publicidade e patrocínios atualmente em vigor terminam em 2018, estando todos a ser renegociados. O estatuto de campeão europeu, mas não só, permite antecipar que haverá um forte crescimento de receitas a partir do final da próxima época, pelo que fonte da FPF acredita que será um "ano chave".

No orçamento para 2017/18, a FPF prevê receber 23,8 milhões de euros de direitos de TV, publicidade e patrocínios. Um dos principais 'sponsors' é a Nike, que veste as seleções nacionais há praticamente 20 anos e que vai pagar 7,950 milhões de euros na próxima temporada, a último do vínculo atual. A partir de 2018/19, o valor do contrato de material desportivo será seguramente mais elevado.

As propostas de publicidade e patrocínio que chegaram entretanto, e que já representam uma melhoria significativa em relação aos contratos em vigor, foram rejeitadas pela FPF. Nos próximos meses, tudo deverá ficar fechado. A ideia de Fernando Gomes e seus pares é também garantir parcerias com marcas multinacionais, algo que não acontece nesta altura.

Quanto aos direitos televisivos dos jogos da Seleção A nas fases de qualificação, estão centralizados pela UEFA. Com o arranque da Liga das Nações, já em abril de 2018, e que vai levar a mais jogos entre as principais seleções (entre as quais se inclui Portugal, naturalmente), deverá haver também um incremento no valor dos direitos televisivos.

Por Sérgio Krithinas
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Futebol Nacional

Notícias

Notícias Mais Vistas