FPF vai obrigar dirigentes a tirarem um curso

Proposta apresentada por Fernando Gomes no Parlamento visa responsáveis que se sentam no banco

• Foto: David Martins

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) pretende que obrigar todos os dirigentes desportivos que se sentem no banco de suplentes a tirarem um curso de formação. A medida está entre as sugestões que Fernando Gomes apresentou esta quarta-feira de manhã na Assembleia da República, aos deputados da Comissão de Cultura, Comunicação, Juventude e Desporto.

"A FPF vai aumentar a exigência em relação aos dirigentes desportivos, obrigando a um curso de formação para todos que se sentarem no banco em competições nacionais", pode ler-se na lista de propostas apresentadas pelo presidente do organismo.

Fernando Gomes, que foi ouvido por requirimento do PSD, PS e BE devido ao clima que se vive no futebol profissional português, propõe também a criação de uma autoridade administrativa exclusivamente vocacionada para a segurança e combate à violência no desporto. O líder da FPF entende que tal autoridade deve ser dotada de recursos que executem as sanções aplicadas.

Além disso, pretende maior eficácia na aplicação das medidas de interdição de acesso a recintos desportivos, bem como reforço e/ou mudanças na política de apoios e regulação dos grupos de adeptos. Por fim, está em cima da mesa a retirada de benefícios na comparticipação dos encargos com policiamento aos clubes.

Por Flávio Miguel Silva
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Futebol Nacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.