Freamunde corta relações com P. Ferreira

Em causa está a mudança de Pedrinho para a capital do móvel

• Foto: Amândia Queirós 
O presidente da SAD do Freamunde, Miguel Azevedo Brandão, anunciou este sábado, em conferência de imprensa, o corte unilateral de relações institucionais com o Paços de Ferreira, a quem acusa de comportamento incorreto na aquisição do seu ex-futebolista Pedrinho.

"O nosso jogador Pedro Moreira celebrou um contrato de trabalho desportivo com o Paços de Ferreira, nossos vizinhos e que poderiam ser nossos parceiros porque estamos no mesmo concelho. Portanto, vimos lamentar a posição tomada pelo FC Paços de Ferreira, que nem uma palavra teve com o Freamunde, sabendo da situação que tínhamos com o jogador", disse Miguel Azevedo Brandão.

Pedrinho, que foi uma das revelações da 2ª Liga em 2015/16, rescindiu o contrato com o Freamunde, alegando ordenados em atraso, um argumento que o clube freamundense contesta, e acabou por vincular-se ao vizinho e rival Paços de Ferreira, clubes do mesmo concelho, num contrato válido por quatro temporadas.

"Não é assim que estamos no futebol e é lamentável que o Paços de Ferreira seja designado [em 2016/17] para a direção de uma Liga que é de todos. Queremos estar numa Liga com seriedade, elegância e pautamos por princípios éticos fundamentais e com os valores da honestidade e transparência", continuou aquele dirigente.

Miguel Azevedo Brandão, que falou após o encontro particular disputado este sábado, em Freamunde entre a equipa local e o Moreirense, do escalão principal, assegurou, nesse sentido, que, "a partir de hoje, o SC Freamunde corta relações com o FC Paços de Ferreira".

O responsável da SAD anunciou ainda que o clube a que preside não vai participar no Torneio Capital do Móvel, marcado para os próximos dias 23 e 24, em jogos a realizar em Freamunde e Paços de Ferreira e que envolviam também as formações do Boavista e Vitória de Guimarães.

"É um torneio que seria para engrandecer o concelho, mas tínhamos que estar todos juntos no mesmo espírito. As instalações para o Torneio Capital do Móvel foram cedidas ao nosso patrocinador, que é o organizador da prova e, por isso, estarão abertas. Mas não estará ninguém do Freamunde a receber quem quer que seja", referiu.

Miguel Azevedo Brandão concluiu a sua dura intervenção a dizer que "o clube vai "deixar os tribunais decidirem", na certeza de que "o Freamunde vai até às últimas consequências".

Confrontado com esta decisão, o presidente da sociedade desportiva do Paços de Ferreira assumiu "completa surpresa".

"Fico surpreendido. Terei agora de reunir com a minha direção e, por isso, não faço comentários sobre esta situação", disse Rui Seabra em Penafiel, após o encontro particular disputado pelo Paços de Ferreira (derrota por 2-1) e que marcou a estreia de Pedrinho pelos castores
Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Futebol Nacional

Notícias

Notícias Mais Vistas