João Paulo Rebelo garante que não há "tratamentos diferenciados"

Secretário de Estado da Juventude e do Desporto reage à polémica no futebol luso

• Foto: Pedro Simões

O secretário de Estado da Juventude e do Desporto frisou esta segunda-feira que não existem "tratamentos diferenciados" no futebol português e referiu que nenhum clube pode prestar apoio direto a grupos afetos de adeptos não registados.

"Não é aceitável saber que há ou imaginar que possa haver um tratamento diferenciado. Somos todos rigorosamente iguais à luz da lei. O Instituto português do Desporto e da Juventude está a trabalhar e isso deve deixar descansados todos os que seguem o desporto", começou por sublinhar João Paulo Rebelo.

À margem do lançamento da bandeira da Ética, que decorreu no complexo desportivo da Academia da Estrela, em Lisboa, o secretário de Estado deixou claro que "não há clubes de clubes de primeira nem de segunda", alertando que a "lei é para ser aplicada a todos de forma inequívoca".

Questionado sobre os eventuais apoios prestados pelos clubes aos grupos afetos de adeptos não registados, a resposta foi clara, garantindo que "não podem existir".

Por fim, João Paulo Rebelo não terminou a sua intervenção sem relembrar que tem a porta aberta para receber propostas, que visam melhorar o desporto.

"No meu gabinete estamos permanentemente atentos aos fenómenos que acontecem na nossa área de tutela. Eu já tenho dito para sugerirem propostas, ideias, alterações que devem ser feitas no âmbito legislativo, para que posamos ter mais e melhor desporto", concluiu.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Futebol Nacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.