José Manuel Meirim: «Acusam-me de tudo mas vivo bem com isso»

Presidente do Conselho de Disciplina abordou os assuntos mais quentes da atualidade disciplinar

• Foto: Fernando Ferreira

José Manuel Meirim e o Conselho de Disciplina (CD) da FPF que preside têm estado em foco devido a várias decisões recentes. Mas o presidente do órgão federativo mostrou-se tranquilo com o trabalho que tem sido realizado por si e pela sua equipa, garantindo que as acusações não o atingem. "Acusam-me de tudo, quer decida bem ou mal, mas vivo bem com isso", começa por dizer, acrescentando que a entrevista que deu ontem à SIC Notícias "não foi para esclarecer diretores de comunicação nem comentadores, mas sim os adeptos e as pessoas do futebol".

O primeiro processo a ser analisado foi o que envolve os jogos à porta fechada aplicados a Benfica, Sp. Braga e Paços de Ferreira, que o presidente do CD explicou de forma sintética, comparando-o com incidentes como o do Sporting-Benfica da temporada passada: "Estas sanções prendem-se com jogos que sofreram interrupções e, em casos deste género, à terceira sanção, que é o caso do Benfica, recorre-se a esta penalização mais pesada."

Em relação ao caso dos E-mails, que envolve o Benfica, Meirim demarcou-se das últimas notícias, que dão conta da identificação do alegado ‘hacker’. "Pelo que tenho visto, e daquilo que é do domínio público, pelos dados que tenho até agora, não há ali nada de teor desportivo. A questão dos emails remonta ao início da época passada e nesse preciso momento foi aberto um processo de inquérito. Ele existe, mas está em segredo de instrução na Comissão de Instrutores da Liga", vincou, afirmando ainda que, da mesma forma, o caso da invasão do centro de treinos dos árbitros na Maia é "estritamente policial".

Por fim, no que toca ao caso E-Toupeira, José Manuel Meirim garante que está atento: "A CD vai receber um processo de acusação ou de arquivamento e, aí, a decisão final será nossa", conclui.

Satisfeito com a sua ‘equipa’

Quando questionado sobre as pessoas que consigo trabalham, José Manuel Meirim mostrou-se satisfeito, mesmo sendo o único que exerce a tempo inteiro. "Tenho 12 pessoas a trabalhar comigo e fazem-no sempre que podem, até de férias. Não o são, mas trabalham como profissionais", elogiou o presidente do Conselho de Disciplina da FPF.

Por Pedro Filipe Pinto
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Futebol Nacional

Nuno Lobo: «Não há democracia no FC Porto»

O candidato da Lista B assume, aos 50 anos, que quer ser o rosto da mudança no Dragão. Tem ideias para revitalizar o clube, mas lamenta que não as possa debater. Grato a Pinto da Costa, vê-o em final de ciclo na presidência

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0