Máscaras sociais da FPF geram cinco mil euros para o Banco Alimentar

Causa solidária foi lançada em junho do ano passado

• Foto: FPF

A venda de máscaras sociais da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) gerou um donativo de cinco mil euros para a Rede de Emergência do Banco Alimentar contra a Fome, anunciou esta quarta-feira a entidade desportiva.

No final do treino de hoje da seleção portuguesa de futebol feminino, que prepara o 'play-off' de acesso ao Europeu de 2022, diante da Rússia, as 'capitãs' Cláudia Neto, Sílvia Rebelo e Dolores Silva, bem como a avançada Carolina Mendes, uma das 'caras' da iniciativa solidária, envergaram o cheque destinado ao auxílio de famílias necessitadas.

Em junho de 2020, a FPF lançou esta causa solidária, que assenta na transformação de cachecóis de apoio à equipa das 'quinas' em máscaras sociais reutilizáveis, para ajudar a Rede de Emergência do Banco Alimentar contra a Fome, com o intuito de reduzir os efeitos da pandemia de covid-19 em Portugal.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.874.984 mortos no mundo, resultantes de mais de 132,3 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.890 pessoas dos 825.031 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

 

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Futebol Nacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.